Deolindo Moura acredita que CPI resolva problemas do transporte público de Teresina

Deolindo explicou que com o início da CPI já foi possível perceber uma maior quantidade de ônibus circulando na Capital.

14/07/2021 16:12h

Compartilhar no

O vice-presidente da Câmara de Teresina, vereador Deolindo Moura  (PT), defendeu o trabalho da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga supostas irregularidades na execução do contrato do transporte coletivo de Teresina. O parlamentar afirmou durante entrevista ao O Dia News, da O Dia Tv, que as investigações trarão resultados para o sistema de transporte.


Leia tambémTransporte rural será alvo de discussão na Câmara de Teresina 


Deolindo explicou que com o início da CPI já foi possível perceber uma maior quantidade de ônibus circulando na Capital. “Entendemos que a população espera solução, que o problema seja resolvido e tenha um transporte coletivo de qualidade. Após o trabalho da CPI, tivemos mais ônibus circulando. É o ideal? Logicamente, não”, disse.

Foto: O Dia 

Por outro lado, o vereador lembrou que o papel da CPI é investigar e apresentar as soluções para a Prefeitura de Teresina promover as melhorias ou apontar à Justiça, caso seja identificado, irregularidades no cumprimento do contrato por parte das empresas que operam o transporte coletivo na cidade. 

Deolindo Moura apontou que entre as melhorias devem ser ampliada a quantidade de ônibus em circulação, o funcionamento dos corredores de ônibus, bem como os terminais. O vereador é favorável também a uma revisão no formato de subsídios que está em vigor atualmente. 

“Temos condições de resolver, mas entendo que não é nem radicalizando e nem passando a mão na cabeça de empresários. É garantindo que a população tenha o melhor e apresentado para quem tem o dever de executar (as melhorias), no caso à Justiça ou à Prefeitura de Teresina. Vamos com muita cautela para que todas as partes sejam ouvidas”, finalizou. 

Compartilhar no

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário