Carnaval de rua proposto por Crivella não encontra patrocínio

Nos últimos oito anos o patrocínio foi decidido através de licitação. Após a escolha, as marcas bancavam a estrutura dos blocos em troca de exposição.

26/07/2017 09:50h

Compartilhar no

Depois de cortar verbas das escolas de samba, o prefeito Marcelo Crivella acaba de abrir um novo front de críticas. Agora, as queixas partem de patrocinadores da folia de rua. 

Nos últimos oito anos o patrocínio foi decidido através de licitação. Após a escolha, as marcas bancavam a estrutura dos blocos em troca de exposição. 

Só que, com Crivella, o dinheiro será repassado aos cofres da prefeitura através de cotas que chegam a R$ 20 milhões. Em outras palavras, é uma espécie de estatização dos blocos.

“Não há transparência. Você pagará R$ 20 milhões e irá receber o que em troca?”, diz um tradicional investidor da folia.

O resultado foi imediato. Nenhum patrocinador esteve na reunião marcada pela Riotur na última terça (25). E o encontro que aconteceria em São Paulo nesta quarta (26) acabou cancelado.

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (Foto: Shana Reis / Governo do Rio de Janeiro)

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no
Fonte: Veja Online / Radar
Por: Ernesto Neves

Deixe seu comentário