• Curta Doar
  • Teresina 167 anos
  • Casa dos salgados
  • Novo app Jornal O Dia

Carlos Augusto sai em defesa do critério definido para indicações no interior

Para o parlamentar é fundamental que os indicados também possuam alinhamento político

12/05/2019 11:00h - Atualizado em 12/05/2019 12:01h


O deputado estadual Carlos Augusto(PR) saiu em defesa do critério adotado pelo governador Wellington Dias(PT) na distribuição dos cargos do segundo escalação do governo  do estado. Para o parlamentar, além da qualificação técnica, é fundamental que os indicados também possuam alinhamento político com o projeto que administra o Piauí.

“Nenhum deputado coloca um adversário no seu gabinete. Então o governador quer que sejam pessoas técnicas e qualificadas e pessoas que tenham votado nele. Isso é justo”, pontuou Carlos Augusto.

Para Carlos Augusto é fundamental que os indicados também possuam alinhamento político(Foto: Natanael Souza/O Dia) 

Durante encontro com os deputados da base governistas, Wellington anunciou que , além do número de votos, o governo também vai levar em conta a fidelidade das lideranças ligadas aos parlamentares no município. O objetivo é evitar que pessoas que não apoiaram a reeleição de Wellington Dias assumam cargos na administração estadual. 

Na avaliação de Carlos Augusto, apesar de rigoroso, o critério não vai causar dificuldades para os membros da base aliada. “O que o deputado quer é espaço para atender suas bases, acredito que com o critério que foi estabelecido vamos ter espaço”, disse.

Entre os cargos do segundo escalão, estão gerências regionais de educação e saúde, as diretorias regionais do Detran, e os escritórios do Emater.

 

Por: Natanael Souza

Deixe seu comentário