Candidatura de Lula em 2022 fortalece candidatos do PT no Piauí, avalia Franzé Silva

Ex-presidente admitiu, pela primeira vez, que pode disputar a presidência novamente, animando a militância piauiense

20/05/2021 16:07h

Compartilhar no

As declarações do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, admitindo pela primeira vez sua pré-candidatura ao Palácio do Planalto em 2022 após a recuperação dos seus direitos políticos, animaram a militância do Partido dos Trabalhadores (PT) no Piauí, que vislumbram a possibilidade de crescimento da sigla em todo o estado.

“Ele anda no Piauí antes mesmo da criação do PT, depois nas caravanas e continuou andando como presidente. Ninguém, entre os pré-candidatos, conhece o nosso estado como o Lula, ele tem uma identificação muito grande com nosso estado”, afirmou o deputado estadual Franzé Silva (PT) em entrevista ao O DIA.

(Foto: Reprodução)

À revista francesa Paris Match, Lula afirmou que se “estiver com boa saúde não hesitará em ser “candidato contra [Jair] Bolsonaro”, quando questionado se disputaria ou não as próximas eleições. Para o parlamentar piauiense a confirmação deve ser positiva para o partido ampliar sua votação no pleito do ano que vem.

Franzé lembra que em 2018, quando Lula foi impedido de disputar a eleição após ser condenado em segunda instância e preso Lava Jato, os candidatos proporcionais da sigla somaram 300 mil votos em uma campanha para alavancar o nome do seu substituto, Fernando Haddad, que era relativamente desconhecido.

Para o deputado petista, o cenário muda consideravelmente com a presença de Lula no palanque. “Com ele o processo se inverte, pois será ele quem vai pedir voto para o PT. Teremos uma perspectiva muito favorável, não só da sua eleição, mas também do fortalecimento do partido no estado do Piauí”, finalizou.

Compartilhar no

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário