• Teresina shopping
  • HEMOPI - Junho vermelho
  • ITNET
  • Novo app Jornal O Dia
  • TV O DIA att

Bancada do PT deve se reunir para definir voto na eleição da Alepi

No discurso, petistas promovem consenso, mas, na prática, entre os cinco deputados da sigla há divergências em relação ao pleito na Assembleia Legislativa.

11/01/2019 07:13h

Os deputados estaduais do Partido dos Trabalhadores devem se reunir no início da próxima semana para bater o martelo sobre a eleição da mesa diretora da Assembleia Legislativa. Apesar do apoio já declarado à candidatura de Hélio Isaías, a direção do partido ainda vem encontrando resistência da parte de alguns deputados, a exemplo de Flora Isabel, que defende o consenso em torno do nome de Themístocles. 

“No início da semana, a gente reúne a bancada, e trata objetivamente da posição. A partir daí, o partido passa a ter uma decisão dentro de uma das suas instâncias que é a bancada dos deputados estaduais. Caso não haja um consenso, a gente vai para as outras instancias, como a executiva do partido”, informou o deputado Francisco Limma (PT), líder do governo na Assembleia. 

Limma defende que outras instâncias sejam  consultadas caso não haja consenso. (Foto: Assis Fernandes/O DIA)

A partir do dia 01 de fevereiro, o PT passa a ter a segunda maior bancada da Assembleia Legislativa, com cinco deputados estaduais: Fábio Novo, Francisco Costa, Francisco Limma, Flora Isabel e Franzé. Na avaliação do presidente do partido, deputado federal Assis Carvalho, a tendência é que o consenso saia dos próprios deputados estaduais, sem a necessidade de interferência das outras instâncias partidárias. 

“A bancada do PT faz o debate, discussão, mas no final sempre sai unida. A bancada vai votar unida, e estou convencido que vai votar em Hélio Isaías. Até o final da próxima semana vamos encontrar um momento para fazer esse diálogo com todos os deputados”, afirmou Assis Carvalho.

Por: Natanael Souza

Deixe seu comentário