Após reunião com governador, deputados confirmam que reajuste chega em breve na Assembleia

Já na área política Wellington comunicou que buscará enxugar a base aliada para no máximo três partidos, sobreviveriam apenas as maiores siglas, PT, PSD e MDB.

07/12/2021 12:14h - Atualizado em 07/12/2021 12:24h

Compartilhar no

O governador Wellington Dias reuniu toda a base aliada na tarde da última segunda (06) para  traçar os planos políticos e administrativos para o próximo ano. Parlamentares revelaram os bastidores do encontro, que ocorreu no escritório da residência do próprio governador, e foi à última reunião administrativa com a bancada de 2021. No âmbito administrativo  Wellington confirmou que encaminhará para a Assembleia uma proposta de reajuste de aproximadamente 8% para os servidores estaduais, o texto deve chegar à Assembleia nas próximas semanas. Já na área política Wellington comunicou que  buscará enxugar a base aliada para no máximo três partidos, sobreviveriam apenas as maiores siglas, PT, PSD e MDB.

O líder do governo na Assembleia, Francisco Costa (PT), revelou os bastidores da reunião e confirmou que o cenário econômico para o próximo ano foi o principal tema. “Foi uma reunião proveitosa onde o governador reuniu sua bancada para apresentar indicadores econômicos em 2021 e o quadro de equilíbrio fiscal no Piauí e a perspectiva de investimento para 2022. Ele confirmou que será enviada a Assembleia a proposta de reajuste de cerca 8%, ou um pouquinho mais, para os servidores. A equipe econômica está finalizando, mas acreditamos que nos próximos dias a mensagem deve chegar a casa”, disse o parlamentar.

Costa ainda revelou que o chefe do executivo estadual trabalha para finalizar os acordos com os partidos da base aliada até janeiro do próximo ano. A redução no número de partidos aliados é quase um consenso entre os deputados. “A parte política foi tratada de uma maneira superficial, haja vista que a reunião foi mais administrativa, o governador disse que vai tratar em janeiro sobre essa pauta política, é mais organizar essa bancada de acordo com alguns partidos, a ideia é que não tenhamos muitos partidos, por que se tivermos muitos partidos teremos por causa do modelo que está posto na eleição. Esse assunto o governador vai tratar com mais veemência em janeiro”, concluiu o líder do governo na Assembleia.  

Foto: Roberta Aline/CCOM

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário