Após reunião, PT fecha as portas para a filiação de homens, partido só aceita mulheres

A legenda atingiu o limite de candidaturas masculinas

30/11/2021 10:51h

Compartilhar no

Após um encontro de pré-candidatos do Partido dos Trabalhadores no Piauí, a sigla decidiu que a chapa está fechada para a chegada de homens ao partido, devido a nova legislação eleitoral, apenas mulheres poderão se filiar ao PT já que a legenda atingiu o limite de candidaturas masculinas. O novo código eleitoral obriga os partidos a terem no mínimo 30% da chapa composta por mulheres, cerca de dez candidatas, as 21 vagas para candidatos petistas já estariam completas. A informação prejudica a estratégia de deputados que desejariam se filiar ao partido como Firmino Paulo (Progressistas), Nerinho (PTB) ou até mesmo Hélio Isaías (Progressistas).

Foto: Jailson Soares / O Dia

O único nome novo já confirmado na legenda será o do deputado Oliveira Neto que deixa o Cidadania para se filiar ao PT.  O deputado estadual João De Deus revelou os detalhes do que foi discutido na sede do partido e confirmou que a chegada de homens está vedada. “ Há várias posições dentre os pré-candidatos, a rigor cada um quer se proteger. A legislação estabelece um máximo de 31 candidatos, neste sentido, temos um problema que é a falta de vagas no campo masculino, não temos mais espaço. No campo feminino abrimos uma conversação para abrir diálogos e trazer mais mulheres, teríamos que ter dez mulheres candidatas e temos seis até o momento e queremos ampliar” disse o deputado.

João de Deus ainda explicou os critérios que irão balizar a chegada de filiados e ressaltou que as portas não estariam fechadas para a chegada da deputada estadual Jannaina Marques (PTB) “Nosso critério é a identificação com a causa e as bandeiras do partido, pessoas que se identificam com a construção de uma nova sociedade onde a gente possa eliminar distância entre os que estão em cima e os que estão em baixo. Não queremos um candidato por que ele quer apenas a viabilidade da sua eleição sem ter qualquer identidade com o partido, essa é a discussão. Para as mulheres existem espaços e estamos discutindo como preencher esses espaços, não fulanizamos, mas estabelecemos critérios”, concluiu o político. 

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário