Após decisão do STF, Wellington Dias afirma que continua à disposição da CPI

A declaração de Dias aconteceu após a decisão dessa segunda-feira (21) da ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF)

22/06/2021 10:46h

Compartilhar no

O governador Wellington Dias (PT) afirmou na amanhã desta terça-feira (22) que continua à disposição para prestar esclarecimentos na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19 no Senado Federal e que investiga supostas irregularidades na condução da pandemia do novo coronavírus nas três esperas da federação. 

A declaração de Dias aconteceu após a decisão dessa segunda-feira (21) da ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinando que a CPI não tem poderes para convocar os governadores para depoimentos. Uma sessão virtual ainda esta semana deve decidir se o plenário da corte mantém a decisão. 

“Manifesto disposição de comparecer, como tinha manifestado antes. Vamos ter uma reunião hoje à tarde no Fórum dos Governadores e vamos tratar sobre o encaminhado do conjunto dos governadores”, afirmou Wellington Dias.

Foto: Ccom

O chefe do Executivo piauiense classificou a decisão de Rosa Weber como uma vitória da democracia ao ressaltar os argumentos que os 19 governadores que impetraram com a ação no STF defenderam. 

“A decisão da ministra garante o cumprimento de um preceito constitucional. A Constituição é clara sobre o regramento. Isso não é para essa CPI, isso não é para esse momento da pandemia. Ela já vale desde 1989 e precisava ser preservada. A decisão do Supremo garantiu uma prerrogativa que é importante para a democracia”, disse o governador. 

CPI da Covid-19 já havia agendado a oitiva de Wellington Dias para o dia 30 de junho . Os senadores haviam aprovado um cronograma para o depoimento de 17 governadores. 

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário