• Curta Doar
  • Teresina 167 anos
  • Casa dos salgados
  • Novo app Jornal O Dia

Agespisa acusa prefeituras de irregularidades em licitações

As acusações são graves e apontam suposto conluio entre prefeituras e uma empresa para expropriar bens.

01/08/2019 07:25h

O presidente da Agespisa, Genival Sales, procurou o Tribunal de Contas do Estado do Piauí (TCE) para denunciar a existência de uma espécie de conluio entre prefeitos e uma empresa privada para expropriar o patrimônio do órgão. De acordo com o gestor, há um movimento protagonizado por algumas prefeituras no sentido de retomar o comando do sistema de fornecimento de água para si, que pode ter como pano de fundo interesses de uma empresas privadas. 

No documento encaminhado ao TCE, o gestor da Agespisa explica que há muitas coincidências em processos de privatização realizados Agespisa acusa prefeituras de irregularidades em licitações por municípios, chegando ao ponto, de acordo com ele, de os editais publicados para convocar as licitações serem idênticos e terem apenas uma empresa concorrendo e vencendo o certame. 


O presidente da estatal, Genival Sales, diz que há muitas "coincidências" - Foto: Divulgação

"Estamos solicitando que o Tribunal de Contas investigue porque as coincidências são grandes ao ponto de a gente ficar desconfiado. E se ficar constatado que está existindo mesmo, como suspeitamos uma ação deliberada para expropriar o patrimônio do Estado, será o caso de o próprio TCE tomar as providências para evitar que esses processos licitatórios aconteçam", afirmou Genival Sales. 

Atualmente, a Agespisa é responsável pelo serviço de abastecimento de água e esgotamento sanitário em mais de 180 municípios. Em alguns municípios, como Campo Maior e Oeiras, o sistema é municipalizado. Já na zona urbana de Teresina, o serviço é operado por uma empresa privada, através de um contrato de subconcessã

Por: Natanael Souza - Jornal O Dia

Deixe seu comentário