• Premium Outlet
  • Salve Maria
  • Jovens escritores 2019
  • Banner paraíba
  • AZ no rádio
  • cachoeir piaui
  • Novo app Jornal O Dia
  • TV O DIA att
  • TV O Dia - fullbanner

A pedido do governador, reforma administrativa tramitará em regime de urgência

Quando as mensagens da reforma foram encaminhadas para a Assembleia, o deputado Themístocles Filho (MDB), presidente da Casa, garantiu que as matérias tramitariam em regime normal.

12/03/2019 13:20h

Os deputados da Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi) irão acelerar o andamento da reforma administrativa encaminhada pelo Poder Executivo à Casa. Para isso, aprovaram a tramitação da matéria em regime de urgência, atendendo a um pedido do próprio governador Wellington Dias (PT), que esteve reunido com alguns aliados nesta semana.

“O governador quer celeridade em tudo, por isso que pede também esse regime de urgência, para acelerar a tramitação. Não dá para discutir cargos sem definir a reforma. Em função disso, quase todas as mensagens vão andar concomitante, conjuntamente. Isso vai acelerar o rito da votação das várias mensagens que estão aqui”, explica Francisco Limma, líder do Governo na Alepi.

Deputados reunidos em comissão temática da Assembleia Legislativa do Piauí (Foto: Assis Fernandes / O DIA)

Como a reforma tem que passar pelas comissões temáticas da casa e nem todas foram instaladas, o secretário estadual de Administração e Previdência (Seadprev), Ricardo Pontes, avaliou positivamente a decisão. “Há um consenso da necessidade dessas medidas. Com o regime de urgência, acreditamos que até o final do mês de março teremos toda a reforma aprovada”, disse.

Quando as mensagens da reforma foram encaminhadas para a Assembleia, o deputado Themístocles Filho (MDB), presidente da Casa, garantiu que as matérias tramitariam em regime normal. A mudança de postura pode estar relacionada às indicações para a nova equipe de secretários de Wellington Dias, que só deve ser anunciada após a aprovação da reforma.

“Acordamos que, após a tramitação da reforma, iremos para essa pauta. Enquanto isso, iremos aguardar, mas com a aprovação do regime de urgência, em um tempo bastante célere vamos aprovar a reforma”, comenta o deputado Henrique Pires (MDB), que defendeu agilidade na  definição de cargos no interior do estado.

Por: Breno Cavalcante

Deixe seu comentário