• Campanha Mobieduca
  • Teresina shopping
  • HEMOPI - Junho vermelho
  • ITNET
  • Novo app Jornal O Dia
  • TV O DIA att

“Se o deputado Hélio desistir, serei o candidato”, afirma Júlio Arcoverde

Presidente do Progressistas no Piauí, Arcoverde diz que uma candidatura do partido na Alepi é irreversível.

08/01/2019 08:38h

O deputado Júlio Arcoverde, presidente estadual do Progressistas, reafirmou ontem (7) que a candidatura do partido na disputa pela presidência da Assembleia Legislativa é “irreversível”. De acordo com ele, mesmo que Hélio Isaias desista da disputa o partido continuará na briga pelo comando da Alepi. “É irreversível. Temos um candidato, que é o deputado Hélio Isaias, e vamos trabalhar por essa candidatura até o dia 01 de fevereiro. Para garantir aos deputados que nós estamos muito bem focados, se, por algum acaso, por algum problema, o deputado Hélio Isaias desistir, eu serei o candidato”, afirmou.

Júlio Arcoverde cumpriu agenda no palácio de Karnak na tarde de ontem (7). Entre as pautas do encontro com o governador, a busca pelo consenso na eleição da Assembleia foi tratada. “O governador disse que vai tratar sobre a eleição da Assembleia só depois do dia 15, mas está trabalhando pelo consenso, e já deu o norte de onde vai trazer esse consenso”, pontuou.

O presidente estadual do Progressistas ainda refutou a tese de que interferências externas estariam prejudicando a eleição da mesa diretora da Assembleia Legislativa. “Eu acho que a eleição da assembleia é tratada com os deputados, e, a cada dia, eu vejo que os deputados têm entendido o motivo da candidatura do Hélio Isaías”, destacou Júlio Arcorverde.


Deputado refuta tese de que interferências externas podem prejudicar eleição. Foto: Elias Fontinele/ODIA

"Medidas anunciadas pelo governador fazem parte do plano do Progressistas"

O deputado estadual afirmou ainda segunda-feira (7) que ainda não tratou com o governador Wellington Dias sobre espaços administrativos que o Progressistas deve ocupar, após a reforma administrativa. De acordo com o deputado, que é presidente estadual da sigla, o momento é de esperar as definições, antes de reivindicar eventuais espaços.

“O Progressistas está deixando o governador muito à vontade em relação a cargos. Ainda estamos tratando da reforma administrativa”, pontuou o deputado, ao lembrar que, em outubro do ano passado, o Progressistas entregou uma carta ao governador, solicitando a redução da máquina administrativa do estado e o corte de despesas. “Entregamos esse documento e deixamos o governador bem à vontade para tomar as decisões”, complementou Júlio. 

Na avaliação de Júlio Arcoverde, as medidas de austeridade já anunciadas pelo governador Wellington Dias para o quarto mandato são fruto da carta enviada pelo Progressistas. “As medidas que o governador anunciou no dia da posse são medidas que fazem parte do nosso plano, que foi entregue a ele. Então, não temos dúvidas que esse plano está servindo de norte para ajudar o governador nesse processo de reforma administrativa”, avaliou.

Na última gestão de Wellington Dias, o Progressistas ocupou espaços importantes, como a direção geral do Detran, e as secretarias de Transporte e Defesa Civil.


Por: Natanael Sousa

Deixe seu comentário