• COMBATE AO MOSQUITO AEDES AEGYPTI 2019 - 2020
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

“Quem é candidato a prefeito com 0,01% não pode concorrer a vereador”

Themístocles negou que haja impasses sobre o pré-candidato do MDB e reforçou que não homologa candidatura de quem não apoiar Dr. Pessoa.

05/12/2019 09:53h - Atualizado em 05/12/2019 11:14h

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Themístocles Filho (MDB) negou que haja qualquer conflito ou impasse em torno do nome de Dr. Pessoa na pré-candidatura do MDB à Prefeitura de Teresina em 2020. É que além de Pessoa, o vereador Luís Lobão mantém seu nome à disposição para disputar o Palácio da Cidade, o que estaria causando divergências no partido.


Leia também: João Madson pede definição de Luiz Lobão: "Tem que dizer em quem vai votar" 


No entanto, enquanto ferrenho apoiador e principal articulador da pré-candidatura de Dr. Pessoa, Themístocles minimizou possíveis impasses e mandou um novo recado aos seus correligionários. “O Dr. Pessoa tem mais de 40 pontos em todas as pesquisas que fazemos. Os outros candidatos têm 0,01%. A preferência do povo de Teresina é o Dr. Pessoa e quem é candidato a prefeito com 0,01% não pode ser candidato a vereador. Não no MDB”.

A fala de Themístocles reforça o que as principais lideranças emedebistas já vinham afirmando: que o partido não irá homologar candidaturas a vereador de quem não apoiar a candidatura de Dr. Pessoa. A decisão da legenda compromete justamente a pré-candidatura de Luís Lobão, que sustenta seu nome na disputa a prefeito, concorrendo com Dr. Pessoa dentro do partido.


“Quem é candidato a prefeito com 0,01% não pode ser candidato a vereador”, disse Themístocles - Foto: O Dia

O que Themístocles e as demais lideranças desejam é que aqueles que pretendem disputar uma vaga na Câmara venham a público para dizer em quem votarão. Ainda ontem, o deputado estadual João Madison (MDB) subiu o tom e pediu um posicionamento de Lobão. “Ou ele é pré-candidato a vereador apoiando Dr. Pessoa ou ele não é, porque na hora da convenção, ele vai perder e perde também a vaga a vereador”, disparou.

“Nenhum estado pode ir contra a Constituição”

Themístocles comentou ainda a mensagem enviada pelo governador Wellington Dias (PT) à Alepi com a PEC que altera o Regime Estadual de Previdência Social. O presidente da Assembleia evitou dizer se a mensagem é positiva ou negativa, limitando-se apenas a declarar que ela é adequação ao que foi aprovado pelo Congresso e que nenhum estado deve ir contra a Constituição Federal.

“Houve mudanças a nível federal na nossa Constituição e na legislação federal e agora o governador encaminhou para a Alepi uma adequação com o que aconteceu no Congresso. E o que a legislação federal diz é que nenhum estado pode ir contra a Constituição. Pode até não concordar, mas você vai ter que se adequar”, afirmou Themístocles.

Por: Maria Clara Estrêla

Deixe seu comentário