“Na verdade, não houve rompimento”, diz Margarete sobre desembarque do governo Wellington

Em entrevista a deputada confirmou que tem se reunido com o governador e inclusive tem discutido projetos administrativos.

05/12/2021 11:12h - Atualizado em 05/12/2021 16:13h

Compartilhar no

A deputada federal Margarete Coelho (Progressistas) voltou a negar que tenha rompido as relações políticas com o governador Wellington Dias. Cobrada por alguns oposicionistas para apresentar um posicionamento mais firme contra o governo estadual, Margarete tem evitado fazer críticas a Wellington desde que desembarcou do governo, no início de outubro. Em entrevista a deputada confirmou que tem se reunido com o governador e inclusive tem discutido projetos administrativos. A posição de Margarete é curiosa, em meio a briga PP x PT no Piauí, hoje o seu partido é a maior sigla de oposição no estado e disputará as cadeiras do governo do estado e do senado contra o próprio Wellington Dias.  

Fora do governo estadual desde o dia 09 de outubro quando a sua irmã, a ex-secretária de Meio Ambiente, Sádia Castro, deixou a pasta, Margarete reafirmou que o seu afastamento com Wellington é meramente partidário. Ideologicamente Margarete continuaria alinhada aos ideais da base governista. “Foi um rompimento político, não foi um rompimento pessoal e nem institucional. Na verdade, não houve um rompimento, na verdade o governador tem o partido dele, nós temos o nosso partido, nossos partidos não estão coligados neste momento. Portanto um afastamento político natural, sem qualquer rompimento, sem qualquer ruptura. Inclusive já estive em audiências tratando de questões administrativas para o Piauí” declarou a deputada.


Leia Mais:
Com iminente rompimento, Sádia Castro diz que continuará sendo técnica 
Sádia Castro deixa Secretaria do Meio Ambiente e Margarete Coelho anuncia saída do governo 
Após rompimento com Wellington, Margarete Coelho não garante apoio a Bolsonaro no Piauí 

Margarete ainda destacou que espera naturalidade na definição da chapa de oposição, hoje Silvio Mendes e Iracema Portela disputam internamente para decidir quem enfrentará o candidato de Wellington Dias, amigo de Margarete. “Isso (candidatura Silvio e Iracema) tem que ser uma coisa natural, espontânea. Ambos estão trabalhando, se colocando a disposição da oposição, visitando o estado, discutindo as dificuldades nos municípios e formando seus discursos de campanha. Esse é o momento muito próprio do processo eleitoral. Espero que tudo corra bem e na hora certa a chapa seja montada sem gerar qualquer desconforto”, finalizou a parlamentar.  

FOTO: Assis Fernandes/ODIA


É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário