• cachoeir piaui
  • Campanha salao
  • APCEF
  • Novo app Jornal O Dia
  • TV O DIA att
  • TV O Dia - fullbanner

“Governo se voltará para equilíbrio fiscal”, diz Dias em mensagem na Alepi

O governador falou aos deputados e fez um balanço das principais ações e medidas do último ano. Foco para 2019 é aumento do PIB e Educação.

04/02/2019 13:21h - Atualizado em 04/02/2019 14:20h

O governador Wellington Dias leu, nesta segunda-feira (04) a mensagem anual ao deputados da Assembleia Legislativa (Alepi), onde apresentou as propostas de ações do governo para este ano e fez um balanço das medidas tomadas ao longo de 2018. No texto, o chefe do Executivo elegeu como foco de sua gestão para os próximos 12 meses o equilíbrio financeiro e fiscal do Estado e como meta, aumentar o PIB piauiense e os investimentos em Educação e Segurança.

Dias classificou como “um caminho sacrifícios” a manutenção da ordem nas receitas do Estado. “A ação de Governo para o equilíbrio fiscal não é e nem nunca será o que de mais simpático se pode fazer na gestão. Em um ano de dificuldades, a atuação do Estado nas áreas da Fazenda, Controladoria, Administração e Previdência e na área do Planejamento voltou-se de forma firme para que houvesse meios para custear o funcionamento da máquina pública e garantir investimentos proprietários”, afirmou o governador.


Foto: Assis Fernandes/O Dia

Dias acrescentou ainda que um maior controle de gastos permitiu, entre outros, a ampliação de setores fundamentais como Educação e Segurança. “A oferta de vagas da Educação de Jovens e Adultos, por exemplo, cresceu 277% entre 2015 e 2018, e na área da Segurança, o Estado do Piauí registra índices que o destacam como um dos mais seguros do país. Deveremos seguir uma trilja de redução da violência e ampliação do nosso ensino”.

No que respeita ao Desenvolvimento Econômico e Sustentabilidade, Wellington Dias destacou que a principal frente de atuação de sua gestão em 2018 foi manter o crescimento do PIB e a geração de empregos. “A crise política que atingiu o país a partir de 2014 provocou, em todos os estados, desemprego e desesperança. Contudo, apesar das dificuldades, o Governo do Piauí, entre 2015 e 2018, estabilizou a taxa de desocupação, que hoje atinge 6,9%, em decorrência de estímulos à instalação de novas empresas e ao empreendedorismo local”, destacou Dias.


Foto: Assis Fernandes/O Dia

A expectativa, de acordo com o governador, é que o Produto Interno Bruto Piauiense tenha um crescimento de 4,5% neste ano de 2019. Em tom de apelo aos parlamentares, Wellington pediu sensibilidade no julgamento de matérias de interesse do Estado, sobretudo com relação àquelas que respeitam aos meios de enfrentar o déficit previdenciário crescente e à destinação de recursos para o custeio de serviços básicos e essenciais e para os investimentos estruturantes e voltados ao desenvolvimento.

Por: Maria Clara Estrêla

Deixe seu comentário