Repúdio a Luís Carlos Martins é “corporativismo medíocre”, dizem PF's

Luis Carlos é policial federal e foi indicado ao cargo de secretário de segurança pelo governador.

09/04/2014 11:16h - Atualizado em 09/04/2014 11:20h

Compartilhar no

Após divulgação de carta aberta do Sindicato dos Delegados de Polícia Civil do PiauÍ (Sindepol) a Luís Carlos Martins, o Sindicato dos Servidores do Departamento de Polícia Federal no Estado do Piauí (SSDPFPI) também se pronunciou e caracterizou a atitude como “corporativismo medíocre”. Luis Carlos é policial federal e foi indicado ao cargo de secretário de segurança do Piauí pelo governador José Filho.

Os policiais federais, através do presidente do sindicato, Luiz Alberto José da Silva, declararam total apoio ao indicado e destacaram que a manifestação dos delegados é “fruto do corporativismo medíocre que assola carreiras em extinção, que em nada se identificam com a segurança pública de qualidade”. De acordo com a nota, a ação visa “manter privilégios e o status quo, semeando a discórdia e a desunião no seio policial, em nítido confronto com o interesse social”.

A carta do Sindicato dos Delegados, assinada pela presidente, a delegada Andréa Magalhães, declara que Luis Carlos, atual Diretor Administrativo Financeiro da secretaria de segurança, não possui formação jurídica nem experiência em gestão de administração pública para assumir o cargo.

Clique aqui e leia a carta divulgada pelo sindicato dos delegados 

Os policiais federais contestaram as afirmações, declarando que Luis Carlos “exerceu seu mister como policial por mais de 30 (trinta) anos na polícia federal, atuando nos mais diversos e destacados serviços e atividades”. Os agentes destacam que o policial tem conduta honrada e ilibada, tendo ampla experiência em segurança e administração pública.  Além disso, os agentes declararam que o repúdio fere o interesse público e tem caráter discriminatório.

Leia a nota na íntegra:

O Sindicato dos Servidores do Departamento de Polícia Federal no Estado do Piauí – SSDPFPI - vem a público, manifestar seu irrestrito e total apoio a indicação do Agente de Polícia Federal, LUIS CARLOS MARTINS ALVES, para o cargo de secretário de Estado da Segurança Pública no Estado do Piauí.

Convém acrescentar que o policial federal, Luis Carlos Martins Alves, exerceu seu mister como policial por mais de 30 (trinta) anos na polícia federal, atuando nos mais diversos e destacados serviços e atividades de atribuição do Departamento de Polícia Federal no Brasil.

O policial federal Luis Carlos Martins Alves reúne todas as credenciais para a assunção do cargo de Secretário de Estado da Segurança Pública, pois, além de possuir elevada experiência na atividade policial, detém grandes conhecimentos nas áreas de segurança pública e de administração pública em geral, além de ser homem público honrado e de conduta ilibada.

Ademais, destaca-se, ainda, que o agente federal Luis Carlos Martins Alves é o policial por excelência, tendo exercido seu sacerdócio policial em todo o Brasil e com especial destaque, no Estado do Piauí, o que lhe confere vasta experiência na atividade e gestão policial além de grande conhecedor da segurança pública estadual, pois já atua na Secretaria Estadual da Segurança Pública por mais de 06 (seis) anos como destacado Assessor do ilustre ex-Secretário Robert Rios Magalhães.

Por todo o exposto, o Sindicato dos Servidores do Departamento de Polícia Federal no Estado do Piauí, externa seu irrestrito apoio ao novel Secretário, o Agente Federal Luis Carlos Martins Alves, ao passo que repudia veementemente a infeliz manifestação do Sindicato dos Delegados de Polícia Civil do Estado do Piauí quando, em atitude desrespeitosa e despropositada, atacam a indicação do nobre policial federal para o cargo de Secretário De Estado da Segurança, valendo-se, para tanto, de argumentos absurdos, falaciosos e desprovidos de qualquer fundamento.

Entendemos que tal manifestação é fruto do corporativismo medíocre que assola carreiras em extinção, que em nada se identificam com a segurança pública de qualidade, buscando a todo custo manter privilégios e o status quo, semeando a discórdia e a desunião no seio policial, em nítido confronto com o interesse social.

Entendemos que a sociedade brasileira, em especial a piauiense necessita de pessoas comprometidas com a causa pública e o interesse social, e não com a luta desmedida pela manutenção discriminatória de castas e de privilégios injustificados, sem qualquer amparo frente aos reclamos de uma sociedade que sofre com a violência que assola o país e que coloca a todos como reféns do medo.

Nós, agentes federais, propugnamos por uma segurança pública inclusiva e de qualidade, com o primado do mérito do homem de polícia, repudiando e combatendo qualquer forma discriminatória e qualquer tentativa de imposição de privilégios frente ao interesse público.

Assim, acreditamos no Agente Federal Luis Carlos Martins Alves e na sua capacidade de gerir os destinos da segurança pública de nosso Estado.

Nós, os agentes federais, lotados neste estado e os demais todo o Brasil estão e estarão sempre ombreados com o amigo e colega Luis Carlos, na busca indelével e na luta constante por segurança e paz para nossa sociedade.

Atenciosamente.

Luiz Alberto José da Silva

Presidente do SSDPF/PI

Compartilhar no

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário