• Novo app Jornal O Dia
  • ITNET
  • TV O DIA att
  • TV O Dia - fullbanner

“A saída é dialogar”, diz governadora sobre pressões de servidores

Na avaliação de Regina Sousa, a medida de não conceder reajuste salarial aos servidores é “polêmica, mas necessária”.

06/03/2019 07:21h

A governadora em exercício Regina Sousa (PT) avalia como natural as pressões dos servidores públicos estaduais por conta do congelamento de salários, medida adotada pelo governo, via decreto, na última semana. Para ela, o momento é de dialogar com as categorias em busca do entendimento.

“Pressão sempre tem, é um direito, e até um dever dos trabalhadores. Eu fui sindicalista e sei, a gente faz pressão todo tempo. A saída é dialogar, é mostrar as contas, e é mostrar a lei inclusive. Nenhum deles quer que o governo tenha suas contas bloqueadas, porque senão ficam sem salário de vez. É uma questão da gente dialogar, e com certeza vai ter diálogo”, pontua.


Regina avalia como natural as pressões dos servidores públicos. Foto:Poliana Oliveira/ODIA

Na avaliação de Regina, a medida de não conceder reajuste salarial aos servidores é “polêmica, mas necessária”. Ela reconhece que os membros do governo sofreram desgaste, por conta do envio da proposta, considerada impopular, à Assembleia Legislativa. Após pressões, inclusive de membros da base, o governador decidiu retirar da Reforma Administrativa a mensagem que tratava do congelamento de salários.

“Realmente, deu um pouco de desgaste, sim, porque é uma cosia que poderia ter sido feita por decreto, como o governador fez. Ele queria socializar, que fosse a lei, porque esse ano está muito difícil, então temos que garantir que a gente vai fazer ajuste, e em ajuste não cabe fazer concessões. A própria lei de responsabilidade fiscal não permite que se faça certas coisas, ela é muito clara. Então o governador vai cumprir a lei de responsabilidade fiscal”, avalia Regina.

Por: Natanael Souza

Deixe seu comentário