"œOu reconhece, ou sai do partido", diz João Mádison sobre João Henrique

Segundo o presidente do Sesi, a ideia de apoiar o governador partiu de apenas cinco deputados e não representa a vontade do PMDB.

18/07/2017 08:24h

Compartilhar no
O deputado João Mádison, líder do PMDB na Assembleia Legislativa, comentou a declaração do ex-ministro João Henrique Sousa, que propôs a realização de uma convenção no partido para decidir se a sigla vai permanecer na base de Wellington Dias (PT) para as próximas eleições. Segundo o presidente do Sesi, a ideia de apoiar o governador partiu de apenas cinco deputados e não representa a vontade do PMDB. 
João Mádison disse a convenção será realizada em janeiro e que se os membros da executiva confirmarem a aliança com o governo, João Henrique deverá acatar a decisão ou sair do partido. “Nós topamos fazer a convenção, desde que, se perder, ou sai do partido, ou reconhece a ala majoritária. Se reconhecer, não se discute mais isso. Então, só vai homologar na convenção quando chegar perto das eleições”, declarou ao Jornal O DIA. 

(Fotos: Assis Fernandes/ Moura Alves - O DIA)

O deputado disse ainda que na mesma convenção será decidido o nome que o partido vai indicar para a vaga de vice-governador. “Estamos postulando a vaga de vice. o PMDB também vai decidir qual o cargo que ele quer, se é senador, ou uma vaga na chapa majoritária, ou a vaga de vice. Eu defendo a candidatura para vice”, pontuou. 
Se na convenção a proposta de João Henrique de o PMDB sair com um candidato de oposição for aprovada, o deputado João Mádison garantiu que ele e os demais membros que afirmaram acordo com o governador mudarão de partido quando for aberta a janela partidária, em março de 2018. “Ele está dizendo que tem a maioria na convenção. Se decidirem sair do governo o partido sai, mas nós temos um compromisso e vamos para um outro partido. Já dei minha palavra”, disse. 
“Não vamos brigar. Se ele ganhar, ele fica com o PMDB para ele e nós vamos buscar outro partido para nos acomodar. Agora, se a gente ganhar, ele tem que reconhecer. Ele pode até ficar no partido, mas sem decidir mais nada”, completou o deputado João Mádison. A declaração de João Henrique, que é pré-candidato ao governo, foi dada no último final de semana durante a caravana ‘Piauí em movimento’ na cidade de Valença.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no
Por: Ithyara Borges

Deixe seu comentário