Campo Maior

VÍDEO: Por ciúmes de rapaz, meninas brigam em praça pública de Campo Maior

Imagens que circulam nas redes mostram as jovens se agredindo perto do açude da cidade. Polícia teve que separar a briga e acionar o Conselho Tutelar.

03/08/2021 11:27h - Atualizado em 05/08/2021 16:10h

Compartilhar no

Um encontro entre jovens na Praça Valdir Fortes, conhecida como Praça do Açude, em Campo Maior, terminou com em briga e agressões. O fato aconteceu na noite do último sábado (31) e virou caso de polícia após as meninas discutirem por causa de um rapaz e uma delas agredir a outra fisicamente.

Um vídeo gravado por testemunhas foi divulgado nas redes sociais e mostra o momento em que as duas meninas começam a brigar. Uma delas chega a cair enquanto a outra continua desferindo tapas e dando puxões de cabelo. Alguns populares que presenciaram a confusão se aproximaram para tentar separar a briga, enquanto outros gritavam palavras de incentivo às agressões e um grupo assistia sem nada fazer. Foi preciso chamar a polícia para colocar um fim na confusão.


Em conversa com o Portalodia.com, o comandante da PM de Campo Maior, major Etevaldo Silva, explicou o que aconteceu: “eles estavam em um grupo na praça quando duas meninas teriam começado a brigar por causa de um rapaz e então as agressões começaram. Quando fomos acionados, encontramos a confusão instalada, separamos e as conduzimos para suas respectivas residências, notificando os pais. Acionamos o Conselho Tutelar para acompanhar o caso”, relata.

Ontem (02) e hoje (03), a Polícia Militar, juntamente com conselheiros tutelares do Município, estão fazendo visitas às famílias dos envolvidos na confusão para conversar sobre a situação e conscientizar para o não uso da violência na resolução de conflitos particulares.

“A gente está atento a situações como essas e nos manteremos vigilantes. Estamos com uma viatura agora fazendo rondas pelo local todas as noites para garantir a tranquilidade de quem procurar a praça para lazer”, finaliza o major.

Compartilhar no

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário


Notícias Relacionadas