Vídeo mostra PMs fazendo ameaças a adolescentes durante enterro

Jovens ameaçados estariam planejando vingança a cabo da Polícia Militar do Piauí.

15/04/2014 10:51h - Atualizado em 15/04/2014 11:52h

Compartilhar no

Um vídeo [veja abaixo] de pouco mais de dois minutos, divulgado na tarde de ontem (14) por meio de redes sociais, mostra agentes da Força Tática da Polícia Militar do Piauí fazendo ameaças a um grupo de 20 adolescentes durante um enterro. De acordo com o corregedor da PM, coronel Marcos David, a atitude dos agentes foi justificada porque os rapazes planejavam vingança contra o cabo da PM que matou um amigo dos jovens.

Nas imagens feitas pela polícia e inicialmente postadas em uma página do Facebook pertencente a um policial militar, os jovens estão sem camisa, usam apenas bermuda e estão dispostos enfileirados, com as mãos atrás da cabeça. O vídeo já não está mais disponível na página, mas foi compartilhado por outros usuários. Um dos policiais faz a primeira pergunta ao grupo: “Aquele p... que morreu era colega de vocês, não era?”. E completa: “Foi invadir casa de polícia, tomou no c...”.

Em seguida, os policiais iniciam uma série de ameaças aos rapazes, que continuam enfileirados: “Entrem de novo em casa de polícia pra vocês verem, vão se lascar”. Outros policiais falam com os jovens e um, então, ameaça o grupo: “Eu vou torar o c... de vocês com uma pedra bem grande”.

Leia também:

Quando um dos jovens começa a passar mal, os policiais fazem piada com a situação: “O Judas tá passando mal, 07. ‘Eu vou desmaiar, seu 07, eu vou desmaiar...’”. Um policial diz ainda: “Se pisar na bola, é pau”. Por fim, os jovens são obrigados a sentar no chão e o vídeo se encerra. Eles então são encaminhados à delegacia.

Em outro momento do vídeo, os policiais obrigam os adolescentes a responderem, por várias vezes e em voz alta, "sim, senhor", a algumas perguntas. 

Veja o vídeo:


Rapazes eram suspeitos de planejar morte de policial

Os rapazes estavam reunidos no cemitério Santa Cruz, localizado na região do grande Promorar, em Teresina, durante o enterro de Antônio Clécio dos Santos Silva, de 17 anos. Ele morreu com um tiro na tarde do último dia 09, disparado por um cabo da PM/PI, enquanto estaria tentando assaltar a casa do policial. A informação é de que o cabo teria disparado em legítima defesa, contudo, o suposto assaltante foi atingido na parte de trás da cabeça.

Na manhã de hoje (15), o corregedor da PM, coronel Marcos David, declarou que o caso está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios. Quanto à atitude dos policiais no momento da abordagem aos amigos da vítima, o corregedor disse que a ação foi condizente com o momento. Segundo ele, os rapazes estavam sendo monitorados há algum tempo e planejavam vingança contra o cabo da PM. 

Compartilhar no

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário