• Oxenthe! Sunset
  • TV O DIA att
  • TV O Dia - fullbanner

Vereador de Picos é assassinado quando comemorava reeleição

Francisco de Assis Pio da Silva (PP), o Titico, foi morto com um tiro na cabeça

14/10/2012 20:19h

Atualizada às 02h34

Um vereador da cidade de Picos foi assassinado no início da noite deste domingo, dia 14, no momento em que comemorava com populares sua reeleição para a Câmara Municipal. O crime ocorreu na localidade Angical dos Domingos, zona rural do município.

Francisco de Assis Pio da Silva (PP), o Titico, foi morto a tiros. Os projéteis atingiram o pescoço e as costas do parlamentar. O principal suspeito é um homem identificado como "Mazim".

De acordo com a polícia, no momento em que comemorava sua reeleição num bar do povoado, Titico envolveu-se em uma briga iniciada por um de seus assessores com "Mazim".

Após a confusão, o suspeito deixou o local.

Momentos depois, quando o político saia do bar, "Mazim" retornou acompanhado pelo pai. Ambos estavam em uma motocicleta. O vereador foi executado a tiros. Um dos projéteis degolou Titico, que teve morte instantânea.

Pessoas que estavam com o vereador também foram feridas. Francisco das Chagas Pio, primo e motorista de Titico, foi submetido a cirurgia de emergência ainda na noite deste domingo e não corre risco de vida. A estudante Vanessa Pio, sobrinha da vítima, teve o braço cortado na confusão, mas passa bem.

Os dois acusados do assassinato continuam foragidos. Segundo testemunhas, eles portavam um revólver calibre 38 e uma espingarda calibre 12.

O delegado Luís Guilherme de Sousa comanda as investigações do homicídio. Ele informou ao portalODIA.com que todas as pessoas que estavam no local no momento do crime serão convidadas a prestar esclarecimentos. Há indícios de que a discussão que deu origem à confusão tenha como pano de fundo a política local.

O prefeito de Picos, Gil Marques (PMDB), visitou o corpo de Titico ainda no necrotério do Hospital Regional Justino Luz. Ambos pertenciam ao mesmo grupo político.


Corpo de Titico é levado para necrópsia no Hospital Justino Luz, em Picos

Uma multidão acompanhou a remoção do corpo para o hospital. O clima em Picos é de comoção. O corpo do parlamentar será velado no plenário da Câmara dos Vereadores. O espaço leva o nome do pai de Titico, Pedro Borges, assassinado em 2002 quando também exercia o mandato de vereador.

Política

Titico foi eleito para o terceiro mandato na Câmara de Vereadores de Picos no dia 7 de outubro. Ele obteve 1.101 votos.

Na legislatura que terá início em 2013, a vaga do vereador do PP será ocupada pela primeira suplente da coligação "Juntos para fazermos muito mais", Valdívia Santos Martins Silva (PSB). A futura vereadora recebeu 889 votos nas eleições deste ano.

Pai de vereador foi assassinado por engano há dez anos

Há dez anos, em junho de 2002, o pai de Titico, Pedro Borges, também foi assassinado em Picos enquanto exercia o mandato de vereador. Ele foi morto por engano, em uma praça no centro da cidade.

Dos sete suspeitos de envolvimento no crime, três estão presos e quatro estão mortos, entre eles o desembargador aposentado Raimundo Nonato Neiva Eulálio, que morreu em Teresina vítima de uma bala perdida durante um assalto.


Pedro Borges e Titico: pai e filho vítimas do mesmo destino. Foto: Reprodução/portalopovo.com.br

Por: Ccero Portela e Rmulo Maia

Deixe seu comentário