Dois são executados no Parque Lagoas do Norte

Um dos mortos é Vitinho, integrante da gangue Betel, que atua na zona Norte.

15/07/2014 15:41h - Atualizado em 15/07/2014 19:14h

Compartilhar no

Pelos menos seis tiros foram disparados na tarde desta terça-feira (15), deixando dois homens mortos e um gravemente ferido. Os disparos aconteceram na Vila Carlos Feitosa, ao lado do Parque Lagoas do Norte e a menos de 1 km do 9º Batalhão da Polícia Militar. 

Os dois corpos ficaram a uma distância de aproximadamente 100 metros um do outro. Isso porque uma das vítimas chegou a correr para fugir dos algozes, deixando um rastro de sangue por onde passava e caindo no quarteirão seguinte. O sobrevivente foi atendido pelo Samu e levado para o HUT em estado grave.

Um dos jovens que morreu foi identificado como Vitinho (foto abaixo), integrante da gangue Betel, do Conjunto São Joaquim. Segundo o soldado Feitosa, da Força Tática do 9º Batalhão, ele teria passagem por homicídio, além de ser envolvido com tráfico de drogas na região.

(Assista ao vídeo)

Vitinho da Betel é uma das vítimas. Ele era considerado pela polícia um dos mais perigosos integrantes da gangue da Betel, que aterroriza os moradores do bairro São Joaquim (Fotos: Elias Fontinele / O DIA)

O segundo jovem assassinado foi identificado como Miranda, e a terceira vítima, que foi levada ao HUT, chama-se Paulo. Conforme informações repassadas por testemunhas, os três moravam no conjunto São Joaquim. Mas a polícia não confirmou se, além de Vitinho, essas outras duas vítimas também têm antecedentes criminais. (Vídeo com imagens fortes) 

Os moradores ficaram com receio de fornecer informações para a polícia, mas confirmaram que foram disparados pelo menos seis tiros no início da tarde desta terça-feira. Muitos curiosos estiveram no local e acompanharam o trabalho do IML, da perícia e dos agentes da Delegacia de Homicídios.

A polícia levantou duas hipóteses para as execuções. Uma delas é que o trio estaria planejando invadir a casa de um desafeto, que reagiu a tiros.

A outra hipótese aponta que os disparos tenham partido de dentro de um veículo branco, modelo Fiat Doblò. Contudo, testemunhas relataram que o motorista do carro não teria relação com o crime, mas também seria envolvido com o tráfico na Vila Carlos Feitosa, e fugiu com medo dos tiros.

Segundo o soldado Feitosa, o Doblò capotou logo após a ocorrência, na região da Santa Maria da Codipi.

Uma multidão de curiosos acompanhou o trabalho da perícia nos dois locais onde os corpos de Vitinho e Miranda estavam (Fotos: Elias Fontinele / O DIA)

Compartilhar no
Por: Cícero Portela (do local) e Nayara Felizardo (redação)

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário