Teresina: sete pessoas são presas por sacar aposentadorias com documentos falsos

A denúncia foi feita pelo gerente da agência, que percebeu que os sacadores não eram os verdadeiros beneficiários.

14/05/2021 11:48h - Atualizado em 14/05/2021 12:14h

Compartilhar no

A Polícia Federal prendeu em flagrante sete pessoas por realizarem saques previdenciários indevidos e com documentos falsos. As prisões aconteceram nesta quinta-feira (13), na agência bancária da Caixa Econômica Federal, localizada na Rua Areolino de Abreu, centro de Teresina.

As prisões se deram em decorrência de denúncia feita pelo gerente da agência ao verificar que os sacadores não eram os verdadeiros beneficiários e que estavam utilizando identidades falsificadas.

Foto: Divulgação/Polícia Federal

Segundo a Polícia Federal, ao todo, foram apreendidos cerca de R$6 mil em espécie, além de diversos documentos falsos.

Os presos foram indiciados pelos crimes de Estelionato, de acordo com o Art. 171 (parágrafo 3º); Associação criminosa, prevista no Art. 288 e uso de documento falso, segundo o Art. 304 do Código Penal Brasileiro. As penas podem chegar a mais de 10 anos de prisão.

Na semana passada, a PF deflagrou a Operação Ludibrio, que investiga a prática de estelionato na concessão e saque de benefícios emergenciais no município piauiense de Buriti dos Lopes.

Compartilhar no

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário