Comerciante é preso suspeito de envolvimento na morte de policial no bairro Poty Velho

Segundo o delegado Genival Vilela, da Greco, o policial de Alagoas teria vindo fazer a cobrança de cigarros contrabandeados.

04/05/2021 12:47h - Atualizado em 04/05/2021 13:20h

Compartilhar no

O comerciante Francisco Alberto Mesquita da Cruz e seus dois sobrinhos, identificados pelas pelas iniciais M.V.M.C. e C.V.C.M, foram presos na manhã desta terça-feira (04) suspeitos de terem participado do assassinato do policial de Alagoas, João Wellington Bezerra Lins, no dia 06 de março de 2021, no bairro Poty Velho, zona Norte de Teresina.

A vítima se encontrava em frente a casa de um dos investigados quando foi surpreendida por disparos de arma de fogo. “O policial de Alagoas teria vindo a Teresina fazer a cobrança do cigarro contrabandeado e as investigações chegaram nesse comerciante, Francisco Alberto, que teria envolvimento com a venda de bebidas e cigarros contrabandeados, em seus sobrinhos e outro parente do comerciante”, disse o delegado Genival Vilela, do Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco).

Francisco Alberto teria reagido à prisão e a polícia precisou ameaçar o uso de granadas para conter o suspeito. Um dos envolvidos foi preso em Cabeceiras, região Norte do Piauí, e os outros dois em Teresina. 

Durante o cumprimento dos mandados de prisões, foram apreendidos com os investigados: duas espingardas calibre 20; um rifle calibre 22; um rifle calibre 44; uma pistola e mais de 50 munições de calibres diversos.

A investigação aponta que a dívida envolvendo os cigarros contrabandeados gira em torno de R$ 1,5 milhão. 

A operação foi realizada pela Polícia Civil do Piauí, por meio do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), dirigido pelo delegado Francisco das Chagas Santos Costa, o Baretta, com apoio do Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco), sob coordenação do delegado Tales de Moura Gomes, e da Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais (Core).

Compartilhar no

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário