• Clínica Shirley Holanda
  • Semana do servidor
  • Netlux
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Suspeito de ser dono de arma que disparou contra travesti será ouvido na quarta

De acordo com o delegado Canabrava, o nome da pessoa foi citado nos últimos depoimentos colhidos.

15/02/2016 10:39h

O delegado Ademar Canabrava, do 12º Distrito Policial, vai ouvir, na próxima quarta-feira (17), o suspeito de ser proprietário da arma que disparou contra a travesti Pâmela Leão no Corso de Teresina, no último dia 30. De acordo com ele, o nome foi citado nos últimos depoimentos colhidos sobre o caso.


Leia também: 

Travesti é baleada na cabeça na Avenida Raul Lopes durante o Corso de Teresina 

Jovem que atirou em travesti estaria dançando 'metralhadora 

Travesti baleada no Corso segue internada na UTI e sem reação 


Em conversa com o PortalODia.com, o delegado diz ainda que precisa ouvir a vítima, que se encontra internada na UTI do HUT, sem apresentar reação a estímulos, mas em estado estável. Questionado se o suspeito de ser dono da arma seria também um policial, o delegado Canabrava disse que ainda está averiguando a informação e que precisa ouvi-lo para saber se a arma de fato era dele.

“A arma era uma pistola de uso da polícia, então acredita-se que pertencesse a alguém de alguma corporação. Nós só temos um nome e queremos ouvir essa pessoa. A princípio, não se trata de um policial, mas nós temos que traçar o trajeto que aquela arma fez até chegar nas mãos da jovem que atirou”, explica o delegado.

As investigações do caso, que foram pausadas durante o recesso de Carnaval, retornaram na última sexta-feira (12), e a polícia diz que pretende ouvir até o final desta semana todas as testemunhas e envolvidos no caso.

Por: Maria Clara Estrêla

Deixe seu comentário