Vídeo mostra momento em que taxista tenta fugir e é atingido

Suspeito preso seria filho de um tenente do Corpo de Bombeiros.

29/08/2014 11:35h - Atualizado em 29/08/2014 14:12h

Compartilhar no

Um vídeo conseguido pelo PortalODIA.com mostra o momento em que o taxista Carlos Alberto de Souza sai correndo do táxi e é acompanhado pelos dois homens que estavam dentro do carro junto com ele.

A imagem revela que o taxista estava no banco do passageiro. Um dos envolvidos corre atrás dele, em seguida o outro também o segue. Após alguns segundos, os dois retornam, entram no táxi e fogem.

Atualizada às 12h07

Os dois suspeitos de matar o taxista já foram presos. Um deles completou a maioridade penal no dia 3 de agosto. Ele já havia sido preso quatro vezes pela prática de roubo. Segundo informações apuradas pelo PortalODIA.com ele seria filho de um tenente do Corpo de Bombeiros. O outro ainda é adolescente e tem 17 anos. Segundo o delegado James Guerra, ele já teria três passagens pela polícia.

Representantes dos taxistas se reúnem na secretaria de Segurança com o delegado geral James Guerra, o secretário Luiz Carlos Martins e os comandantes da Polícia Militar, Coronel Albuquerque e Coronel Alberto Meneses. A reunião está sendo a portas fechadas.

Foto: Marcela Pachêco/ODIA

De acordo com o delegado James Guerra, depois que matou o taxista, os suspeitos ainda assaltaram uma panificadora da avenida Campos Sales. €œO de 18 anos foi solto no dia 1º de julho, após já ter sido preso outras vezes. ‰ um crime que choca a sociedade e dessa vez será indiciado por latrocínio e furto€, disse o delegado. O suspeito foi agredido por taxistas e precisou de atendimento médico. 


Leia mais:


Taxista é encontrado morto; segundo caso em 15 dias 

Taxistas e policiais civis se envolvem em confronto 

Taxistas tentam linchar e invadir casa de suspeito 


O taxista Raimundo Bezerra, representante da Rádio Táxi, lamentou a morte do colega, e tentou tranquilizar a sociedade quanto à possibilidade de represálias. €œNão haverá ações violentas. O que aconteceu pela manhã foi uma reação de momento€, disse.

Contudo, outros taxistas seguem no intuito de vingar a morte do colega. Eles seguem as viaturas da polícia e ameaçam atacar, caso saibam que algum suspeito está dentro.

Após a reunião houve um acordo entre os taxistas e polícia, mas o conteúdo não foi divulgado. Como medida emergencial foi acertado que os profissionais não pegarão mais passageiros na rua a partir das 20h. Os clientes terão que ligar para a central solicitando o carro.

O delegado geral, James Guerra, garantiu que três pessoas já foram presas suspeitas de envolvimento na morte do taxistas Raimundo Francisco do Carmo, assassinado no dia 16 de agosto. Contudo, o inquérito ainda não foi concluído. O prazo máximo é de 30 dias.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no
Por: Izabella Pimentel (do local) e Nayara Felizardo (redação)

Deixe seu comentário