Site incentiva estupro corretivo em mulheres lésbicas

conteúdo é bastante violento e sugere que o estuprador queime ou mate a vítima.

11/11/2013 17:05h

Compartilhar no

Mulheres piauienses estão se mobilizando para denunciar à Polícia Federal o site Homens de Bem, que incentiva o estupro corretivo como uma forma de promover a “cura” de mulheres lésbicas.

O conteúdo é bastante violento e chega a sugerir que o estuprador queime a vítima, caso ela tenha tatuagem, ou mate-a, se identificar corrimentos vaginais, o que impediria que ela transmitisse doenças para outros homens.

A denúncia pode ser feita no site da Polícia Federal, como um crime de ódio. Segundo a militante do grupo matizes, Carmem Ribeiro, além de incentivar a lesbofobia, o site estimula a prática de crimes sexuais. “Estamos pedindo a todas as pessoas que denunciem para tirar esse conteúdo do ar”, disse Carmem.

Clique no link e faça a sua denúncia. 

Compartilhar no

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário