Seis pessoas são mortas em chacina em Alegrete do Piauí

Todas as pessoas são da mesma família e foram mortas na noite de ontem (18).

19/08/2015 06:50h - Atualizado em 19/08/2015 13:28h

Compartilhar no

Seis pessoas  foram mortas na noite de ontem (18), dentro de uma residência no povoado Boa Vista, região do município de Alegrete do Piauí. De acordo com informações preliminares da polícia, a chacina se deu por vingança, devido a um homicídio que teria sido comandando por uma das mulheres mortas.

"Isso ainda é uma hipótese levantada pela polícia. Agora as investigações ficaram sob a responsabilidade da Polícia Civil que vai averiguar as verdadeiras causas dessa chacina que chocou a cidade. Esse é um crime de pistolagem que foi muito bem planejado", disse o comandante do policiamento do interior, Coronel Paulo de Tarso.

Cinco, dos seis mortos são da mesma família. Uma mulher, identificada como Maria do Socorro de Carvalho, de 23 anos, conhecida por Galega; os avós, Cícero Domingos de Carvalho e Francisca Luísa de Carvalho, ambos de 63 anos; e mais dois filhos do casal de idosos, identificados por Sílvia Francisca de Carvalho, de 43 anos, Cildo Cícero Francisco de Carvalho, de 30. A sexta vítima era um homem que visitava a família, identificado como  Bartolomeu Gomes de Carvalho, de 31 anos.

Maria do Socorro, a 'Galega', seria suspeita de ter participado da morte de uma amiga, Ciamara Ramos, ocorrida em outubro de 2012 e também de ter participação na morte de George Francisco de Carvalho que seria testemunha do primeiro crime ocorrido. 

"Pelo Modus operandi já foi percebido que mais de duas pessoas realizaram a execução pois as pessoas mortas permaneceram no mesmo local sem nenhuma movimentação ou reação. Até o momento nenhum suspeito foi identificado devido ao planejamento que teve esse crime", relatou o Coronel Paulo de Tarso. Já de acordo com o Coronel Wagner Torres, pelo menos quatro pessoas cometeram o crime no povoado Boa Vista, cerca de 10 km de Alegrete do Piauí.

A polícia do estado do Piauí foi deslocada para a região para auxiliar nas investigações e realizar diligências para desvendar o crime. "De Picos foram cerca de vinte homens que estão em Alegrete, além disso policiais de Fronteiras e outras cidades próximas foram deslocados para o local do crime", relatou o Coronel Wagner Torres. 


É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no
Edição: Maria Clara Estrêla

Deixe seu comentário