Grupo empresarial é investigado por sonegação e falsidade ideológica

PF e Receita Federal deflagraram a Operação Sorte Grande, em Teresina

20/08/2014 08:10h - Atualizado em 20/08/2014 10:05h

Compartilhar no

A Operação Sorte Grande, ação da Polícia Federal e a Receita Federal, deflagrada nas primeiras horas da manhã de hoje (20), resulta no cumprimento de mandados de busca e apreensão em empreendimentos de um grupo empresarial do Piauí. 

Fotos: Jailson Soares/ODIA

Por meio de nota à imprensa, a Polícia Federal informou que os crimes praticados pelo grupo empresarial são sonegação fiscal, falsidade ideológica, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha.

Até o momento, policiais realizaram diligências na Alemanha Veículos. O diretor-financeiro da concessionária, Luis Carlos, foi conduzido até a sede da Superintendência da PF para prestar esclarecimentos.

As investigações foram iniciadas pela Superintendência da Receita Federal de Fortaleza, onde fica a sede da regional do Piauí, Ceará e Maranhão. A coletiva às 11h terá a participação do superintende adjunto Marcelllus Alves, que repassaraá mais detalhes sobre a Operação Sorte Grande.

Veja nota na íntegra

A  Polícia Federal deflagrou, na manhã desta quinta-feira, 20/08/2014, em ação conjunta com a Receita Federal do Brasil, a Operação “SORTE GRANDE”, com o objetivo de cumprir mandados de busca e apreensão e de conduta coercitiva, para interrogatório, de componentes de um grupo empresarial de grande porte com sede no Estado do Piauí, pela prática de sonegação fiscal, falsidade ideológica, lavagem de dinheiro em associação criminosa.

Às 11:00hs será concedida uma entrevista coletiva no auditório desta Regional, ocasião em que serão fornecidos os detalhes da operação. Teresina/PI, 20 de Agosto de 2014. 

Compartilhar no
Por: Izabella Pimentel e Maria Luiza Moreira

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário