Primas de 11 anos estão desaparecidas desde a terça-feira

Garotas saíram da escola, localizada no bairro Parque Piauí, e não foram mais vistas desde então.

01/06/2017 11:28h - Atualizado em 01/06/2017 16:36h

Compartilhar no

Duas primas, identificadas como Dacivane da Silva Paiva e Dairlane Santos, estão desaparecidas desde a última terça-feira (30). Segundo a Polícia Civil, as garotas, que têm 11 anos, sumiram logo após deixarem a Unidade Escolar Antônio Maria Madeira, onde estudam, no bairro Parque Piauí, zona sul de Teresina.

A família registrou o boletim de ocorrência na Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) e também informou o desaparecimento das meninas ao Conselho Tutelar da zona sul, que está acompanhando os trabalhos dos investigadores.

 

Segundo Dácia Rita Silva, mãe de Dacivane, as duas meninas costumam pegar um ônibus para se deslocar entre a escola e suas residências, que ficam nos bairros Santa Luzia e Parque São João, também na zona sul.

Na última terça-feira, porém, as garotas deixaram a escola mas não chegaram em casa. "Elas estavam na escola e tiveram uma discussão com outra aluna. A diretora mandou avisar aos pais e disse para elas irem pra casa, por volta das 10h30 da manhã. Aí ninguém mais viu as duas", detalha Dácia Silva.

Escola de onde as garotas desapareceram fica localizada no Parque Piauí. (Foto: Nathalia Amaral)

A família das meninas suspeita que elas não tenham retornado para casa com medo de serem castigadas, por terem sido suspensas da escola.

A outra menina com quem as primas brigaram foi ouvida por policiais do Pelotão Escolar e disse que não sabe do paradeiro das colegas.

"Eu soube que viram as duas no loteamento Bela Vista, pedindo comida numa casa. Parece que elas estavam com namoradinhos na escola e estavam com medo da professora dizer pra mim e pra minha irmã, que é mãe da outra. Mas nós temos fé em Deus que elas vão ser achadas logo", acrescenta Dácia Silva.

Quem tiver informações sobre o paradeiro das duas garotas pode entrar em contato com a Polícia Militar, através do 190, ou pelo telefone de Dácia Silva: 86 99858 4243.

Compartilhar no
Por: Cícero Portela

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário