PRF apreende 2,4 toneladas de peixe transportadas irregularmente

Carga não possuía nota fiscal nem autorização para transporte por parte de órgãos de fiscalização.

12/08/2014 08:36h - Atualizado em 12/08/2014 08:41h

Compartilhar no

Inspetores da Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreenderam, na tarde desta segunda-feira (11), na BR-343, altura de Campo Maior, cerca de 2,4 toneladas de peixe sendo transportadas irregularmente. A mercadoria não possuía nota fiscal nem autorização de transporte de nenhum órgão de fiscalização sanitária.

A carga estava dividida entre dois veículos, sendo 1,5 tonelada de peixe Piramutuba em um caminhão Mercedes Benz de placa NIB-2159, conduzido por J,B.D, 62 anos; e mais 900 Kg de Matrinchan, Piau e Branquinho em um Ford F-250 de placa LWE-5389, conduzido por J.C.M, 56 anos.

De acordo com a PRF, os peixes estavam armazenados em caixas cobertas de gelo para mantê-los frescos, mas a quantidade seria insuficiente para durar toda a viagem. A mercadoria foi toda encaminhada para a Agência de Defesa Agropecuária do Piauí (ADAPI).

“As exigências no transporte de pescado giram em torno da vulnerabilidade do produto às condições do tempo podendo facilmente perder sua qualidade ou até mesmo se tornar impróprio para o consumo humano, caso transportado sem condições de higiene e conservação, conforme o observado”, diz o inspetor Fabrício Loiola, da PRF.

Compartilhar no
Por: Maria Clara Estrêla com informações da PRF-PI

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário