Travesti assassinada estava desaparecida há quatro dias

Corpo de Makelly Castro foi encontrado por populares na manhã desta sexta-feira (18).

18/07/2014 09:38h - Atualizado em 18/07/2014 11:44h

Compartilhar no

Moradores da região do Parque Industrial de Teresina, na zona Sul, encontraram, na manhã de hoje (18) um corpo próximo à sede da Call Center Vikistar. Trata-se da travesti Makelly Castro, identificada por integrantes do Grupo Piauiense de Transexuais e Travestis. Ela havia completado 24 anos na última quarta-feira (16) e fazia programa na região do centro de Teresina. A jovem estava desaparecida há cerca de 4 dias, segundo a polícia.

“Não havia perfurações de bala e nenhuma escoriação aparente, mas como tinha muita secreção na boca, há a possibilidade de enforcamento ou até envenenamento, mas isso só a perícia vai poder dizer”, explica o tenente Da Costa, do 6º BPM, que esteve no local. “Não havia perfurações de bala e nenhuma escoriação aparente, mas como tinha muita secreção na boca, há a possibilidade de enforcamento ou até envenenamento, mas isso só a perícia vai poder dizer”, explica o tenente Da Costa, do 6º BPM, que esteve no local.

Foto: reprodução/Facebook

Segundo ele, a vítima trajava apenas peças íntimas quando foi encontrada por populares. A polícia disse que vai pedir às empresas que ficam próximas ao local as imagens das câmeras de segurança que podem ter registrado o momento do homicídio.  “A intenção é saber se o crime aconteceu lá mesmo, se o corpo foi apenas deixado lá, se os criminosos estavam em carro, em moto e quantos eram. As empresas devem ceder essas imagens para ajudar na investigação”, diz o tenente.

Equipes da Delegacia de Homicídios e do IML estiveram no local do assassinato para fazer a perícia e a remoção do corpo.

Compartilhar no

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário