• Piauí Férias de Norte a Sul
  • SOS Unimed
  • Ecotur 2019
  • Novo app Jornal O Dia

Policial militar é baleado ao reagir a assalto em bar na zona Leste

Identificado como sendo o cabo Leonardo Eugênio Pereira de Moura, ele é lotado na Corregedoria da PM e precisou passar pro cirurgia no HUT.

15/04/2019 09:00h - Atualizado em 15/04/2019 09:20h

Um policial lotado na Corregedoria da Polícia Militar do Piauí foi alvejado com dois disparos de arma de fogo na madrugada desta segunda-feira (15) na região dos bairros Pedra Mole e Cidade Jardim, zona Leste de Teresina. Identificado como sendo o cabo Leonardo Eugênio Pereira de Moura, 31 anos, ele foi atingido na boca e no tórax ao reagir a uma tentativa de assalto. De acordo com o cabo Carlos, do 5º BPM, os dois disparos atingiram o cabo Leonardo na face no tórax e ele perdeu muito sangue antes de ser socorrido em encaminhado às pressas para o hospital.

O comando do 5º Batalhão de Polícia Militar informou que ele estava em um bar próximo a sua residência, quando os criminosos chegaram anunciando o assalto. O policial então reagiu, mas acabou sendo baleado. Mesmo ferido, ele ainda conseguiu alvejar um dos suspeitos, que acabou sendo pego pelos populares e sofreu uma tentativa de linchamento.O outro suspeito conseguiu fugir, mas foi preso logo depois nas cercanias do local do crime.

O cabo Carlos, lotado no 5º BPM, atendeu a ocorrência e acompanhou o cabo Leonardo até o hospital. De acordo com ele, o PM estava fora de perigo, embora tivesse ficado bastante ferido. “A informação que tivemos quando demos entrada no hospital foi que ele se encontrava em estabilização para poder passar por uma cirurgia torácica. Fomos informados também de que havia uma quantidade considerável de sangue acumulada no abdômen dele, mas que ele não corria risco de morte”, relatou o cabo Carlos.

Com relação aos suspeitos, eles foram identificados pela PM como sendo Sidney Evangelista Alves de Freitas e Antônio Carlos de Oliveira Carvalho, ambos com passagens anteriores pela polícia. Um deles precisou ser levado para o hospital antes de ser conduzido para a Central de Flagrantes devido aos ferimentos que sofreu na tentativa de linchamento.

Por: Maria Clara Estrêla

Deixe seu comentário