• Marcas Inesquecíveis 2018 02/02
  • assinatura jornal 2018

Polícia resgata vítimas de exploração de trabalho infantil em Campo Maior

O pedido de resgate foi feito pelo pai de um dos adolescentes, que é da cidade de Marabá, no Pará. Mulher estaria explorando os menores.

07/02/2018 14:45h - Atualizado em 07/02/2018 15:47h

Adolescentes foram resgatados de uma casa onde estariam sendo explorados para trabalho infantil na cidade de Campo Maior, a 85 km de Teresina. A operação ocorreu ontem (07) e contou com a participação da Polícia Militar, Polícia Civil e Conselho Tutelar, em cumprimento a uma carta precatória de busca e apreensão.

O pedido de resgate foi feito pelo pai de um dos adolescentes, que é da cidade de Marabá, no Pará. O homem teria informado às autoridades que a mulher se identifica como profeta e pegou seu filho, alegando que o menino estava com “macumba” e que precisava ajudá-lo. A filha desse mesmo homem também teria sido trazida ao Piauí, mas conseguiu fugir e relatou os supostos abusos quando voltou à casa do pai.

De acordo com as informações do Conselho Tutelar de Campo Maior, essa mulher estaria usando os adolescentes para vender cocada em vários municípios do Piauí, para onde se deslocava sempre a pé. Ela já teria saído de Teresina por medo de ser denunciada pelo Conselho Tutelar.

Segundo o policial militar Elias Júnior, a casa ficava em um bairro afastado e era onde os jovens produziam as cocadas que seriam vendidas. “Nos deparamos com uma situação subumana”, afirma o PM, que participou da operação de resgate.

Entre os adolescentes resgatados, dois seriam filhos da mulher. Na tarde desta quarta-feira (08), ela prestou depoimento na delegacia de Campo Maior.

Por: Nayara Felizardo

Deixe seu comentário