Polícia prende homicida que ameaçava moradores na zona Leste de Teresina

Ação foi deflagrada após recebimento de denúncias por parte da população que mora na região da Vila Santa Vitória e no bairro Pedra Mole.

03/06/2021 10:33h

Compartilhar no

Um indivíduo identificado pela alcunha de Zé Preto foi preso na manhã desta quinta-feira (03) na zona Leste de Teresina, acusado da prática de homicídios e de estar ameaçando moradores da região. A prisão dele ocorreu durante uma operação deflagrada pela Delegacia de Entorpecentes em parceria com a Delegacia de Homicídios e o Comando de Operações e Recursos Especiais da Polícia Civil.


Leia também: Homicida é preso com arma de fogo no sul do Piauí 



Foto: Divulgação/Polícia Civil

Foram cumpridos oito mandados de busca e apreensão na região da Vila Santa Vitória e do bairro Pedra Mole em busca de indivíduos foragidos da justiça e de alta periculosidade que comandavam o crime naquela área. Quem dá mais detalhes é a delegada Alexandra Santos, da DEPRE.

“São ações preventivas e repressivas diante de diversas denúncias que recebemos da presença de indivíduos foragidos da justiça que estaria praticando tráfico de drogas e porte de armas. De fato em um dos endereços conseguimos localizar um indivíduo de alta periculosidade que estava sendo denunciado pela população. Ele é suspeito do homicídio de uma pessoa de lá e investigado por outros assassinatos. Cumprimos oito mandados em endereços dele e colhendo informações junto a familiares dele”, explicou a delegada.


A delegada Alexandra Santos foi uma das coordenadores da ação - Foto: O Dia

De acordo com Alexandra, o medo da criminalidade por parte dos moradores da Vila Santa Vitória era tanto que já havia gente pensando em vender suas casas e sair de lá por conta da intimidação diária de traficantes. A delegada diz que a população “estava aterrorizada”.

Além da prisão de Zé Preto, a polícia executou também um outro mandado contra um acusado de homicídio que já estava no sistema prisional. 

Zé Preto foi encaminhado pra a Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), onde foi ouvido pelo delegadao Robert Lavor. De lá, ele segue para a penitenciária. A coordenação da operação diz que há possibilidade de a ação ser levada para outras regiões da cidade.

“Estamos sempre vigilantes e recebendo denúncias, então sim, podemos e queremos levar essa ação para outras regiões, porque a gente sabe que a criminalidade não é isolada nem fica só em uma área”, finaliza a delegada.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário