Polícia prende dupla com material usado para explodir bancos

Material seria usado para explodir agências bancárias e caixas eletrônicos.

04/09/2014 18:33h - Atualizado em 04/09/2014 21:01h

Compartilhar no

Foram presos no final da tarde desta quinta-feira (04) dois homens suspeitos de roubar agências bancárias no Estado do Piauí. Na casa onde a dupla estava os policiais militares encontraram uma Hilux branca roubada, uma grande quantidade de explosivos, um maçarico, dois botijões de gás, dentre outros materiais usados por quadrilhas especializadas em explodir agências bancárias e caixas eletrônicos.

Os dois presos são Rodrigo da Silva Taques Martins, 25 anos, e Edison Câmara Gratz, 38 anos. Eles foram capturados numa casa no Residencial Parque Brasil, zona Norte de Teresina, durante ação realizada em conjunto por equipes das Forças Táticas do 13º, 5º e 9º Batalhões.

De acordo com o coronel Alberto Menezes, comandante de Policiamento da Capital, inicialmente as equipes da Força Tática do 13º BPM estavam à procura da picape modelo Hilux, que pertence a um empresário e foi roubada na última terça-feira (2). "Quando nossas equipes chegaram à residência, nós encontramos um vasto material que indicam que eles sejam assaltantes de bancos, daqueles que explodem as agências e os caixas eletrônicos. Foram apreendidas uma pistola Ruger calibre 9 mm de origem americana, municiada, cartuchos de vários calibres, um GPS, dois celulares, um maçarico completo, com cilindro, bico e mangueira, dois quilos de explosivos, com grande poder de destruição", relata o coronel.

Polícia Militar encontrou uma grande quantidade de explosivos e de outros materiais usados para arrombar agências bancárias e caixas eletrônicos (Fotos: Jailson Soares / O DIA)

Alberto Menezes acrescenta que na casa também foram encontrados dois coletes à prova de balas, três pares de luvas, dois capuzes, um pé de cabra e pregos do tipo ouriço, o que reforça a suspeita de que a dupla é especializada em roubar bancos. "Esse pregos são usados por bandidos para furar pneus de carros, tanto da polícia, durante as fugas, quanto de carros-fortes", detalha o comandante.

Nenhum dos dois acusados é natural do Piauí. Rodrigo Taques Martins nasceu no Mato Grosso, e Edison Câmara Gratz é de São Paulo. Segundo a PM, ainda não é possível determinar se eles já teriam efetuado algum arrombamento a banco no Estado ou se ainda estavam planejando algum crime. Na residência, os PMs encontraram apenas uma pequena quantia em dinheiro.

O soldado José Bezerra, da Força Tática do 9º Batalhão, revela que no momento da ação policial um dos suspeitos ainda tentou fugir, pulando o muro da residência, mas acabou sendo capturado.

O Canil da PM foi acionado para verificar se havia droga escondida na residência, e o Bope também foi chamado ao local, para isolar os explosivos. As investigações ficarão a cargo do Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco).

Edison Câmara Gratz tem 38 anos e é natural de São Paulo; Rodrigo Taques Martins, de 25 anos, nasceu no Mato Grosso (Foto: PM-PI)

Compartilhar no
Por: Cícero Portela e Nayara Felizardo

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário