Polícia prende assaltantes de bancos e desarticula quadrilha em Teresina

Grupo está envolvido em estouros de caixas eletrônicos na capital e também no sequestro do gerente de um banco em Água Branca em 2014.

07/04/2021 10:05h - Atualizado em 07/04/2021 10:16h

Compartilhar no

A Polícia Civil, por meio do Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco) prendeu nas primeiras horas desta quarta-feira (07) uma mulher identificada como Mikaelly de Sena Rosa Pereira, acusada de participar de roubos a bancos e estouros de caixas eletrônicos em Teresina


Leia também: Assaltos a bancos no Piauí crescem 100% em 2020


A investigação conduzida pelo delegado Tales Gomes apontou que a residência onde foram encontradas armas, coletes e veículos no ano passado, e que era usada como ponto de apoio do bando, havia sido alugada por Mikaelly a pedido de um indivíduo chamado Gregório Redusino, que já tinha sido preso no último mês de março.


Foto: Divulgação/Polícia Civil

De acordo com o delegado Tales Gomes, Mikaelly também tinha envolvimento com o tráfico de drogas e com o sequestro do gerente de um banco no município de Água Branca em 2014. Durante a diligência que resultou em sua prisão, também foi preso o companheiro de Mikaelly, um indivíduo identificado como China, que estava foragido da Penitenciária Major César onde cumpria pena por tráfico.

Além de Gregório, Mikaelly e China, também participavam da quadrilha outros indivíduos identificados como Javeleta, Rayann e Mizael, que cometiam os roubos a bancos. Todos eles já foram presos pelo Greco em operações anteriores ao longo deste ano de 2021. “Temos também já presos presos o Bruno Wallace dos Santos Alves e o Renan Alves dos Santos pelo estouro do caixa eletrônico no Posto Monte Cristo, no mês passado”, explica o delegado Tales Gomes.

Ao todo, seis integrantes da quadrilha já foram devidamente identificados e detidos, segundo informa o coordenador do Greco. Os dois presos de hoje, Mikaelly e China, já foram ouvidos na sede da delegacia e serão encaminhados ao sistema prisional.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário