PM aposentado é preso acusado de estupro na cidade de Lagoinha

Policial tem 71 anos e teria abusado de uma menina por pelo menos dois anos. Junto com ele, mais três pessoas foram presas pelo mesmo crime.

14/06/2017 17:26h - Atualizado em 14/06/2017 18:21h

Compartilhar no

Um policial militar aposentado de 71 anos foi preso nesta quarta-feira (14) na cidade de Alagoinha, acusado de estuprar uma menina de 13 anos, na cidade de Lagoinha do Piauí. Segundo a Polícia Civil, a vítima começou a ser abusada quando tinha apenas 11 anos e desde então, os atos eram praticados constantemente.

A operação foi denominada Vulneráveis I e tem o objetivo de combater crimes de estupro na região de Água Branca. De acordo com o major Lacerda, comandante da PM do município, a Justiça expediu cinco mandados de prisão preventiva, dos quais quatro foram cumpridos com sucesso, ou seja, além do policial aposentado, mais três pessoas também foram presas acusadas de praticar o mesmo crime contra a mesma vítima. Dentre os detidos há uma mulher.

“A Polícia Civil foi acionada pelo Conselho Tutelar de Água Branca, denunciando que a menina vinha sofrendo abusos constantes há pelo menos dois anos. A investigação iniciou há umas duas semanas e desde então, em todas as diligências, ficou-se clara a ligação dos presos com a práticas dos estupros contra a vítima. A Polícia Civil, então, pediu a prisão e a Justiça atendeu, expedindo os mandados a que ajudamos a dar cumprimento hoje”, relata o major Lacerda.

Os presos foram localizados em suas respectivas residências em Lagoinha e três deles foram encaminhados para a Delegacia Regional de Água Branca, onde permanecem recolhidos. Eles serão ouvidos pelo delegado Thiago Damasceno, que comanda as investigações.

Quanto ao policial militar aposentado, ele foi trazido para Teresina, onde está detido no Presídio Militar. Segundo o major Lacerda, a Corregedoria da PM já foi acionada a respeito da acusação e deve cuidar dos próximos procedimentos a respeito do policial.

Compartilhar no
Por: Maria Clara Estrêla

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário