• Curta Doar
  • Teresina 167 anos
  • Casa dos salgados
  • Novo app Jornal O Dia

Polícia do Ceará enviou helicóptero e guarnições para ajudar nas buscas

Policiais do Comando Tático Rural foram acionados para auxiliar nas prisões ocorridas na região de Cocal.

06/05/2019 11:45h

A Polícia Militar do Ceará deu apoio à Polícia Piauiense nas buscas aos suspeitos de terem explodido três agências bancárias em Campo Maior na última terça-feira (29). O estado vizinho enviou ao Piauí uma aeronave e três guarnições do COTAR (Comando Tático Rural), que é especializado em fazer incursões na mata. Os policiais cearenses auxiliaram na ação deflagrada em Cocal, quando seis criminosos acabaram mortos.

O coronel Márcio Oliveira, comandante de operações especiais da Polícia Militar do Piauí, deu detalhes da participação das forças de segurança cearenses: “Eles reforçaram a estrutura de contenção e cerco. O Comando Tático Rural trabalhou bem próximo das nossas unidades do BPE e do RONE. Enquanto as Forças Táticas faziam as contenções, quando tínhamos um local para fazer incursão na mata, entrava em ação as equipes do BOPE, do RONE e do COTAR, com apoio da aeronave que eles nos enviaram também”, explica.


Foto: Divulgação/SSP-PI

O secretário de segurança Fábio Abreu lembra que com o envio de suas guarnições, o Ceará retribuiu a ajuda dada pelo Piauí para combater a onda de violência que se abateu sobre o estado vizinho no início deste ano. É que em janeiro passado, o Governo do Estado autorizou o envio de 20 policiais militares e 20 agentes penitenciários para atuarem no reforço da segurança no Ceará. Os militares ficaram lá por 15 dias em um acordo firmado por meio de convênio entre os dois estados.

“Numa situação de precisar, fomos retribuídos. Com esse reforço, integração das instituições, conseguimos trabalhar também a inteligência pra chegar nesse grupo criminoso e desequilibrar esta organização criminosa”, finalizou o secretário.

Além do COTAR e da aeronave cearense, também atuam nas buscas aos criminosos os Batalhões de Polícia Militar de Piripiri, Campo Maior, Piracuruca, Barras e Batalha.

Por: Maria Clara Estrêla

Deixe seu comentário