• SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Polícia cumpre mandados contra violência doméstica em Teresina

Ação faz parte da Operação Marias, que acontece em todo o Brasil e integra o Movimento 16 Dias de Ativismo, da ONU Mulheres. Dois homens já foram presos em THE.

26/11/2019 09:58h

Dois homens foram presos na manhã desta terça-feira (26) em Teresina por crimes praticados contra mulheres. Identificados como José Francisco Brasilino e Renato Aguiar, os dois tiveram mandados expedidos pela justiça e cumpridos dentro da Operação Marias, que foi deflagrada em todo o Brasil para coibir casos de violência doméstica.

Para Teresina, foram expedidos sete mandados de prisão, que estão executados pela Gerência de Polícia Especializada e pelas Delegacias da Mulher Sul e Sudeste. A ação, segundo a Secretaria de Segurança, segue durante toda esta terça, até que todas as ordens judiciais sejam devidamente cumpridas.

A Operação Marias faz parte do Movimento 16 Dias de Ativismo Pelo Fim da Violência Contra as Mulheres 2019. O movimento é promovido pela ONU Mulheres e começou nesta segunda-feira (25), seguindo até o próximo dia 10 de dezembro. A ação foi iniciada por ativistas do Instituto de Liderança Global das Mulheres, em 1991, e é coordenada anualmente pelo Centro Para Liderança Global das Mulheres.


A ONU descreve o Movimento 16 Dias de Ativismo como “uma estratégia de mobilização de indivíduos e organizações, em todo o mundo, para engajamento na prevenção e eliminação da violência contra as mulheres e meninas”. Neste ano, o tema da ação é “Pinte o mundo de laranja: geração igualdade contra o estupro”.

Envolvida no Movimento 16 Dias de Ativismo, a Polícia Civil do Piauí cumpre não só os mandados de prisão, como também fiscaliza o cumprimento de medidas protetivas.

TJ Faz mutirão de audiências

Além da polícia atuando com prisões, o Poder Judiciário do Piauí também participa do Movimento 16 Dias de Ativismo. Durante esta semana, o Tribunal de Justiça realiza 475 audiências de processos relacionados à Lei Maria da Penha, sendo 144 delas só em Teresina. Será dado encaminhamento a processos de violência doméstica e familiar contra a mulher, incluindo fase processual de acolhimento, justificação, instrução e julgamento.

Mulher foi assassinada em São Raimundo Nonato

Apesar de todos os esforços, o Piauí continua com um número crescente de casos de violência contra a mulher, e mais preocupante ainda, com casos de feminicídios. O 26º caso deste ano foi registrado nesta segunda em São Raimundo Nonato, onde uma mulher de nome Clevoneide Sousa Ferreira, 25 anos, foi assassinada a facadas pelo próprio marido.

O crime foi presenciado pelo filho da vítima, que tem apenas oito anos de idade. O acusado foi preso pouco depois, após ter tentado tirar a própria vida.

Por: Maria Clara Estrêla

Deixe seu comentário