• Enem
  • Jovens escritores 2019
  • Banner paraíba
  • AZ no rádio
  • cachoeir piaui
  • Novo app Jornal O Dia
  • TV O DIA att
  • TV O Dia - fullbanner

Polícia confirma mais uma morte de suspeito de roubo a bancos

Identificado apenas como Raimundo, ele foi morto pela polícia durante abordagem em um sítio na BR-343. Ao todo já são seis presos e nove mortos na operação.

09/05/2019 12:41h

A Secretaria de Segurança confirmou mais uma morte de suspeito do assalto às agências bancárias de Campo Maior durante a manhã de hoje (09). Com esse óbito, sobe para nove o número de mortos na operação para desarticular a quadrilha responsável pelo crime. Em uma semana de ação, já foram presas seis pessoas acusadas de participar direta e indiretamente do roubo ocorrido no dia 29 de abril.

O suspeito que morreu na manhã de hoje foi atingido por tiros durante abordagem da Polícia Militar e da Polícia Civil ocorrida na localidade do sítio Mangaratiba, na rodovia BR-343, entre Altos e a capital Teresina.  Ele foi identificado apenas como Raimundo. Com ele, foi apreendida uma arma de fogo e uma quantia em dinheiro.

De acordo com o secretário de segurança, capitão Fábio Abreu, com todos os suspeitos mortos nas abordagens, a polícia apreendeu pelo menos R$ 10 mil. “Nós acreditamos que eles tenham dividido o montante do roubo, mas que a maior parte possa estar enterrada ou escondida em outro local”, explicou.

Ainda ontem, a polícia estava no encalço de três foragidos. Dois deles furaram uma barreira da Polícia Rodoviária Federal (PRF) na BR-343, próximo a Campo Maior e levavam reféns dentro do veículo. Os cinco passageiros foram libertados, mas os suspeitos conseguiram escapar e no meio da fuga, abandonaram o veículo em que estavam e roubaram outro carro. As buscas estavam sendo feitas próximo ao povoado Cacimba Velha, na zona Rural de Teresina. 

Além destes dois, um terceiro suspeito estava sendo perseguido na região de Cocal, onde, na semana passada, a polícia atingiu e matou seis suspeitos  de participação nos roubos de Campo Maior.

Por: Maria Clara Estrêla - Foto: Assis Fernandes/ODIA

Deixe seu comentário