Pela segunda vez, PM é acionada por suspeita se bomba em Teresina

Cofres abandonados estavam jogados próximos à sede da Polícia Federal, o Bope foi chamado para abrir os objetos, mas nada que representasse risco foi encontrado.

13/06/2017 15:59h - Atualizado em 13/06/2017 16:21h

Compartilhar no

Após o episódio com uma mochila que foi encontrada no bairro Piçarra contendo supostos explosivos  na noite de ontem (12), o Batalhão de Operações Policia Especiais (BOPE) foi acionado novamente no começo da tarde de hoje (13) para atender mais uma ocorrência por suspeita de explosivos, desta vez na zona Leste de Teresina.

Dois cofres foram abandonados próximos à sede da Polícia Federal, na Avenida João XXIII e a Polícia Militar foi chamada até o local para fazer o isolamento da área até que o esquadrão antibombas chegasse. De acordo com o comandante do 8º BPM, capitão Suednei, havia a suspeita de que os objetos guardassem explosivos, mas a hipótese foi refutada quando os objetos foram abertos.

“Os homens do Bope constataram que, a princípio, não havia nada nos cofres que representasse perigo. Agora como houve aquele evento de ontem, é normal que as pessoas vejam essas peças abandonados e já criem um certo temor. Nesse caso, o procedimento é padrão: acionar a divisão especializada para manusear os objetos suspeitos”, explica o capitão Suednei.

O porta-voz da Polícia Militar, coronel John Feitosa, informou que os cofres pertenceriam a uma senhora que mora próximo à sede da PF e que teria colocado os objetos do lado de fora para que fossem levados por alguém. O coronel frisa que nenhum artefato que representasse perigo foi encontrado dentro das peças de metal e que a informação de que haveriam explosivos no interior não são verdadeiras.

Compartilhar no
Por: Maria Clara Estrêla

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário