Passageiros pulam de ônibus em movimento para fugir de assalto

Assaltantes embarcaram no coletivo no Residencial Dignidade, fizeram arrastão e ainda roubaram um carro para conseguir fugir.

14/12/2017 08:05h - Atualizado em 14/12/2017 18:47h

Compartilhar no

Os passageiros de um ônibus que faz linha para a zona Sul de Teresina viveram momentos de pânico na noite de ontem (13) após o veículo ser alvo da ação de criminosos. Uma dupla armada entrou no coletivo em uma parada do Residencial Dignidade e anunciou o assalto pouco depois da Avenida Nações Unidas. Os passageiros, com medo da ação dos bandidos, arrombaram a porta traseira do ônibus e pularam do veículo em movimento.

A informação é do subcomandante do 1ºBPM, major Adão Soares. De acordo com ele, apenas um dos assaltantes estava armado e a polícia acredita que o revólver não estava municiado, porque em momento algum houve tentativa de disparo. “O que nos informaram foi que eles começaram uma discussão, um dizendo ao outro que não tinham dinheiro para pagar a passagem. Foi o momento em que um deles sacou a arma, anunciou o roubo e os dois começaram a fazer um arrastão nos pertences dos passageiros que estavam na frente”, afirma.

Enquanto os bandidos agiam na parte dianteira do ônibus, próximo ao cobrador, os passageiros que estavam na parte de trás se aglomeraram e arrebentaram a porta do veículo com socos, chutes e começaram a saltar aos grupos com o coletivo em movimento. Pelo menos sete pessoas pularam e ficaram feridas nos braços e nas pernas. Cerca de dois pontos de ônibus depois, os criminosos mandaram o motorista parar e desembarcaram, correram um quarteirão e roubaram um carro modelo Siena de um homem cuja identidade não foi informada pela polícia.

Até o momento nenhum dos assaltantes foi localizado. Quanto aos passageiros que saltaram do ônibus, eles foram socorridos por uma ambulância do SAMU e levados para o HUT. Os outros que permaneceram no ônibus se dirigiram para a Central de Flagrantes para registrar a ocorrência.

Compartilhar no
Por: Maria Clara Estrêla

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário