Paranaenses e cearenses assaltavam bancos no Piauí

Greco cumpriu seis mandados de prisão na Operação Rapina 2.

09/05/2014 13:25h - Atualizado em 09/05/2014 13:45h

Compartilhar no

A quadrilha presa hoje por policiais do GRECO na Operação Rapina 2 tinha a participação de integrantes que vieram do Paraná e do Ceará para praticar assaltos a bancos no Piauí e no Maranhão. Todos os envolvidos estavam em Teresina, espalhados em vários pontos da cidade.

Foram expedidos nove mandados de prisão e seis pessoas estão presas, sendo três deles naturais do Paraná, um do Ceará e três do Piauí. Para praticar os assaltos e furtos, a quadrilha usavam maçaricos para cortar os caixas eletrônicos e explosivos.

Fotos: Marcela Pachêco/ODIA

Estão presos Anderson Almeida Silva, o Nem, Willames Rodrigues dos Santos, Osmar Domingos Ranger, Daniel Alves da Silva, Reginaldo Pereira de Oliveira e Renato Fernando Nogueira, o Japa. Este último é da região Sul do país e já tinha contra ele dois mandados de prisão expedidos no Paraná.


Anderson Almeida Silva, o Nem


Willames Rodrigues dos Santos


Osmar Domingos Ranger


Daniel Alves da Silva


Reginaldo Pereira de Oliveira


Renato Fernando Nogueira, o Japa

Também foi presa hoje uma mulher identificada como Maria de Lourdes dos Santos Silva, que foi autuada em flagrante. Segundo a polícia, ela estava escondida embaixo da cama e tinha um revólver calibre 38.


Maria de Lourdes dos Santos Silva estava escondida embaixo da cama

De acordo com o delegado Menandro Pedro, coordenador do GRECO, foram pelo menos sete meses de investigações. A quadrilha foi descoberta a partir da prisão de outros grupos, no ano passado.

Nos últimos dias, o bando foi acompanhado por policiais do Piauí, em várias ações, inclusive no Estado do Maranhão. “Na quarta-feira (30) eles tentaram assaltar o Banco do Brasil de Caxias. Lá, renderam o vigia e colocaram em cima do teto. O crime não foi consolidado porque o homem caiu e o alarme disparou”, disse o delegado Menandro. As provas conseguidas a partir do acompanhamento da quadrilha serão utilizadas para indiciar os envolvidos.

Compartilhar no

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário