Mulher é expulsa de casa por denunciar marido agressor à polícia

Irmão do denunciado por agressão ameaçou mulher com espingarda e a deixou longe dos dois filhos. Caso aconteceu em Sigefredo Pacheco.

06/06/2017 11:46h

Compartilhar no

Uma mulher foi ameaçada e obrigada a dormir no relento após ter denunciado à polícia as agressões que sofreu do marido. O responsável pelas ameaças foi seu cunhado,  revoltado com a denúncia e prisão do irmão. Na rua, ela teve de fugir por um matagal e se abrigar na casa de vizinhos durante a noite.

A mulher, que não teve o nome divulgado, procurou a polícia civil da cidade de Esperantina para denunciar que teria sido agredida pelo marido. O homem foi preso por violência doméstica.

Acusado por ameaça e pode ilegal de arma de fogo foi preso pela Polícia Militar (Foto: Divulgação/ PM)
Enquanto viajava até Esperantina, a mulher ,que mora na zona rural de Sigefredo Pacheco, havia deixado seus dois filhos, um de seis meses e seis anos, com a sogra. Ao retornar ao local, depois de ter feito a denúncia, ela foi ameaçada pelo cunhado. 

Munido de uma espingarda de fabricação caseira, o homem identificado como Alexandro Teixeira impediu que a mulher pegasse os filhos, obrigando-a ainda a passar parte da noite em um matagal próximo à casa. Ainda na mesma noite, ela conseguiu a ajuda de vizinhos, que a abrigaram. 

O cabo Hagson conta que, por volta do meio dia de domingo (4), recebeu ligação de uma das vizinhas, pedindo que ele ajudasse a mulher a reaver as crianças. Ao saber do caso, o cabo e um soldado se deslocaram até o local, onde localizaram o cunhado e apreenderam a arma de fogo usada na ameaça.

“As crianças estavam em situação críticas , sujas e com fome”, informou o cabo Hagson, por meio de nota. O acusado, Alexandro Teixeira, foi preso por porte ilegal de arma de fogo e ameaça, e conduzido para a delegacia de Campo Maior. 

Compartilhar no
Edição: Nayara Felizardo
Por: Andrê Nascimento

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário