• show Legião Urbana
  • casa gourmet 2018
  • TV O DIA - fullbanner w3b
  • TV O Dia - fullbanner

Mulher é encontrada morta com perfurações e marcas de atropelamento

Corpo estava caído próximo ao acesso à Ponte Nova, na Avenida Maranhão e a vítima ainda não foi identificada pela polícia.

15/05/2018 07:35h - Atualizado em 15/05/2018 11:10h

O coordenador da Delegacia de Homicídios, Francisco Costa, o Baretta, informou que a mulher atropelada e assassinada na avenida Maranhão, tem duas tatuagens que vão ajudar na sua identificação. Na bolsa da vítima não havia documentos. Apenas uma nota de cinco reais.

As tatuagens que ela tinha são um gato na panturrilha direita e uma frase nas costas com os dizeres: 'O essencial é invisível aos olhos'. "A polícia ainda está fazendo a varredura à procuta de câmeras que possam ter feito imagens do momento do crime", disse o delegado.

Atualizada às 11h

O corpo de uma mulher foi encontrado próximo à alça de acesso à Ponte Nova, na Avenida Maranhão, por volta das 4h30min da manhã desta terça-feira (15). A vítima, que ainda não foi identificada pela polícia, apresenta várias perfurações de arma branca e marcas de atropelamento ao longo do corpo. 

A Delegacia de Homicídios foi acionada e está investigando o caso. A perícia informou que a vítima teria aproximadamente 23 anos e que foi atingida com pelo menos 20 facadas antes de ter sido atropelada. Seu corpo tinha várias marcas de frenagem  parte do couro cabelo acabou sendo arrancado por conta do atrito com o asfalto.

“Quando recebemos o chamado via COPOM, chegamos ao local e nos deparamos com esta cena. Havia muita poça de sangue espalhada pelo perímetro e o corpo caído com todas essas lesões. Acreditamos que ela tenha sido primeiro esfaqueada e logo em seguida, já sem vida, atropelada”, foi o que afirmou o coronel Josinaldo, do 1º BPM.

Ainda de acordo com o militar, antes de a vítima ser morta, ela teria sido vista conversando com uma pessoa, um homem, próximo ao local do homicídio. Testemunhas informaram à PM que este indivíduo, que também ainda não foi identificado, parou o carro próximo a um campo de futebol às margens do Rio Parnaíba e se dirigiu à mulher, com quem trocou algumas palavras antes de desferir os golpes de faca.

“Em seguida, ao que consta, ele retornou para o carro, acelerou e passou por cima do corpo várias vezes, como que para garantir que ela realmente estivesse morta. Nós vamos auxiliar a Polícia Civil na varredura por câmeras de segurança que possam ter registrado o momento para tentar identificar que carro era esse e quem era essa pessoa que as testemunhas informaram”, explicou o coronel Josinaldo.

Policiais da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) já se encontram no local para perícia e posterior remoção do corpo.

Por: Maria Clara Estrêla

Deixe seu comentário






Enquete

Um jovem morreu ao sofrer descarga elétrica colocando celular para carregar. Quais cuidados você toma em relação a isso?

ver resultado