• Piauí Férias de Norte a Sul
  • SOS Unimed
  • Ecotur 2019
  • Novo app Jornal O Dia

Madison sobre eventos culturais: 'sem bandas nacionais, não vão'

Deputado é contra restrição de recursos de emendas parlamentares para contratação de artistas de fama nacional.

08/07/2019 13:28h - Atualizado em 09/07/2019 09:43h

O deputado João Madison (MDB) disse nesta segunda-feira (8), em entrevista à rádio O DIA FM (92,7 MHz), que acredita na aprovação, em plenário, da sua emenda à Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) que prevê a possibilidade de os deputados destinarem recursos para a contratação de artistas nacionais em eventos culturais realizados no estado, como festivais de música, feiras agropecuárias e exposições.

Na semana passada, o deputado estadual Franzé Silva (PT), relator da LDO na Assembleia, rejeitou a emenda de Madison que continha essa proposta, e que foi apresentada em conjunto com o deputado Gessivaldo Isaias (PRB).

Durante sessão na Comissão de Fiscalização e Controle, Finanças e Tributação da Alepi, na última quarta-feira (3), Madison protagonizou uma ríspida discussão com Franzé, que foi chamado de "demagogo" pelo emedebista.

Nesta segunda, Madison apresentou um tom bem mais diplomático ao tratar sobre a questão, mas alertou que, sem a presença de bandas famosas nacionalmente, os eventos culturais do estado dificilmente conseguirão atrair um grande público. 

O deputado João Madison é contra proibição de uso de recursos públicos para contratação de artistas de fama nacional (Fotos: Elias Fontinele / O DIA)

"Na hora de fazer um evento grande, se você não tiver bandas nacionais as pessoas não vão. E você precisa ter [as bandas nacionais] até pra você vender. A minha proposta é que seria 50% [dos recursos das emendas] para bandas locais e 50% para bandas nacionais. Porque fica inviável para qualquer festa que você faça [não ter artistas de fama nacional]. Como é que você vai poder ajudar os municípios? Como é que você vai fazer as exposições no estado do Piauí?", questiona Madison, que participa da organização de alguns dos principais eventos agropecuários do estado.

Para o deputado MDB, o problema não será resolvido nem mesmo os eventos com mais de cinco anos ficarem de fora dessa restrição, conforme está previsto no texto da LDO aprovado na comissão. Madison pondera que algumas das principais exposições realizadas no estado têm menos de cinco anos, e, portanto, seriam atingidas pela vedação.

Madison foi entrevistado nos estúdios da rádio FM O DIA, 92,7 MHz (Foto: Elias Fontinele / O DIA)

"Nós temos mais de oito exposições que estão no calendário. Por exemplo, a exposição de Piripiri tem três anos, mas é uma exposição grande. Tivemos a ExpoTeresina agora, teremos outra grande exposição em dezembro, e tudo isso não dá para o Governo do Piauí fazer apenas com recursos próprios. Tem que ter as nossas emendas. Mas eu acredito que a minha proposta será aprovada em plenário. Eu quero aqui parabenizar o deputado Franzé e o deputado Nerinho. Estamos dialogando, para ver se essa nossa emenda é aprovada no plenário, colocando os 50 a 50 (por cento)". afirmou Madison.

Crise na saúde pública

João Madison também falou sobre a crise na saúde pública do estado. Segundo o emedebista, não se pode negar que o Governo do Estado tem responsabilidade sobre a situação crítica observada nos hospitais públicos. Porém, Madison considera que a principal razão para as dificuldades enfrentadas pelo setor é a escassez de recursos federais.

Madison ainda elogiou o trabalho de monitoramento das unidades da rede estadual de saúde que está sendo feito por uma comissão de deputados estaduais. 

Por: Cícero Portela

Deixe seu comentário