• Curta Doar
  • Teresina 167 anos
  • Casa dos salgados
  • Novo app Jornal O Dia

HUT abre protocolo de morte cerebral de estudante baleado no Centro

O HUT esclarece que a abertura do protocolo não é uma confirmação do quadro de morte encefálica. Quadro de saúde é considerado gravíssimo.

19/07/2019 10:37h - Atualizado em 19/07/2019 11:38h

O Hospital de Urgências de Teresina (HUT) abriu um protocolo de morte encefálica do estudante Gabrienl Brenno Nogueira da Silva Oliveira, de 21 anos, baleado na cabeça na última quarta-feira (17), no Centro de Teresina. Segundo o Hospital, a suspeita é de que o estudante tenha sofrido morte encefálica devido a gravidade do ferimento causado pelo disparo de arma de fogo. Apesar disso, o HUT esclarece que a abertura do protocolo não é uma confirmação do quadro de morte encefálica, mas sim, a aplicação de testes e exames que irão confirmar ou não se o paciente ainda apresenta atividade cerebral.

HUT abre protocolo de morte cerebral de estudante baleado no Centro. (Foto: Arquivo Pessoal)

O estudante deu entrada na unidade de saúde às 7h42 após ser vítima de uma tentativa de homicídio. Segundo o boletim médico divulgado pelo HUT, Gabriel foi vítima de um disparo na região da cabeça próximo a nuca. Imediatamente foi encaminhado para o centro cirúrgico, onde passou por cirurgia neurológica para reparar os danos causados pela bala, para isso foi necessário drenar o hematoma diminuindo assim a pressão intracraniana. 

Após 24 horas da cirurgia, por conta do uso de sedativo, a equipe de saúde que acompanha Gabriel realizou uma reavaliação do seu quadro de saúde, o que levou a suspeita de que o estudante não apresenta atividade cerebral. O protocolo ao qual a vítima será submetida é composto por três exames, dois clínicos e um de imagem, que devem ser realizado no prazo mínimo de 24 horas após sua abertura.

O crime

A tentativa de homicídio aconteceu por volta das 7h30min da última quarta-feira (17), quando Gabriel Brenno seguia para o cursinho onde estudava, no cruzamento das Ruas Paissandu com Arlindo Nogueira. Ele foi abordado por um homem, que desceu de um veículo Ônix e já se aproximou atirando. O suspeito fugiu logo em seguida. Como nada de valor material da vítima foi levado, a polícia logo descartou a hipótese de latrocínio (roubo seguido de morte).

A principal linha de investigação é crime passional. De acordo com agentes do 1º Distrito Policial, que investiga o caso, a tentativa de homicídio de Gabriel Brenno teria sido encomendada, após ele supostamente ter se envolvido amorosamente com uma mulher casada e o marido ter descoberto o caso. A mulher, que não teve o nome divulgado pela polícia, prestou depoimento na manhã de hoje ao delegado Sérgio Alencar. O titular do 1º DP disse apenas que não dará mais informações no momento.

Por: Nathalia Amaral e Maria Clara Estrêla.

Deixe seu comentário