Antes de ser preso, acusado de tráfico tirou foto com cocaína em helicóptero

A foto pode ter sido tirada em Bom Jesus (PI), na manhã de ontem

05/07/2012 11:33h

Compartilhar no

Na manhã de ontem (4), horas antes de ser preso, um dos tripulantes do helicóptero usado no transporte de 200 kg de cocaína posou para foto, dentro da aeronave, junto com os pacotes da droga, dispostos ao chão. O helicóptero cumpriu uma extensa rota antes de ser interceptado pela polícia em Picos. Só nos últimos dois dias, ele passou pelos estados de Mato Grosso, Tocantins, Bahia, Ceará e Piauí, para distribuir a droga.

A foto foi tirada durante uma parada do helicóptero para reabastecer e foi encontrada pela polícia num tablet em poder dos tripulantes, que foram presos. "Essa foto foi tirada ontem, por volta das 9 horas, possivelmente em Bom Jesus (PI)", disse o coronel Wagner Torres, comandante do 4° Batalhão da Polícia Militar, que coordenou a operação em Picos.

Ele conta o que ouviu dos presos. "Eles deixaram os sacos próximo, numa área deserta, foram abastecer e retornaram para pegar", relatou.

A foto encontrada num tablet em poder dos acusados; ao chão, os pacotes com 200 kg de cocaína

Se a foto foi mesmo tirada em Bom Jesus, o helicóptero carregado de cocaína passou pelo Piauí mesmo antes de despejar a droga em Iguatu, no Ceará, poucas horas antes de a polícia fechar o cerco.

O homem que aparece na foto é Felipe Ramos Moraes, 25 anos. Ele foi preso junto com Alexandro de Oliveira Pinho, vulgo "Alemão", 33 anos; e José Tadeu dos Santos, 52 anos. Todos são naturais da cidade de São Paulo (SP).

Os presos, Alexandro, Felipe e José Tadeu (da esquerda para direita)

Segundo o coronel Torres, Felipe disse à PM que é o dono do helicóptero e que possui ainda outra aeronave. "Ele disse que o helicóptero foi fretado; não confessa o crime. Diz que não sabia do que se tratava, atribui aos outros, mas, além da foto, tem mais coisas que complicam ele, que não podemos falar agora", afirmou.

O trio foi conduzido para a Delegacia Regional de Iguatu, na madrugada de hoje (5), por volta das 5 horas. O recambiamento foi supervisionado por um comandante da polícia cearense, o coronel Macedo. Somente um dos presos, José Tadeu, já tinha passagem pela polícia, por um homicídio ocorrido em Belo Horizonte (MG).

A PM calcula que os 200 kg de cocaína estejam avaliados em R$ 2,2 milhões. Refinada e transformada em crack, a droga renderia R$ 15 milhões.

Além do tablet, foram apreendidos, na aeronave: 5 celulares, 1 notebook, R$ 29.677 em espécie, R$ 12.263 em cheque e 9 cartões de crédito.

Matérias relacionadas:

Helicóptero usado para transportar 200 kg de cocaína é interceptado em Picos

'Helicóptero do tráfico' apreendido em Picos será trazido para Teresina

Compartilhar no
Por: Juliana Dias

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário