• COMBATE AO MOSQUITO AEDES AEGYPTI 2019 - 2020
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Homem tortura namorado com facão em Eliseu Martins

Suspeito identificado como Wadson Luís Roque Mendes, de 22 anos, já possui diversas passagens pela polícia por vários crimes.

08/01/2020 12:08h - Atualizado em 08/01/2020 18:01h

Um adolescente foi torturado por várias horas pelo próprio namorado na zona rural do município de Eliseu Martins, a 500 km de Teresina. Segundo informações da Polícia Civil, a tortura iniciou na noite do último domingo (05) e perdurou até às 16h da segunda-feira (06).

O delegado Yan Brayner, titular da Delegacia de Canto do Buriti, informou ao O Dia que a Polícia Militar foi acionada pelos próprios populares que tiveram conhecimento do caso. "Quando a polícia chegou, eles estavam saindo de moto, foi quando os policiais fizeram a abordagem e a prisão do suspeito", afirmou.

Ferimentos nas costas do adolescente. (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

O homem apontado como autor do crime foi identificado como Wadson Luís Roque Mendes, de 22 anos. Segundo o delegado Yan Brayner, o suspeito teria torturado o adolescente com socos, pontapés, além de ter usado um pedaço de madeira e "panadas" de facão. Além disso, a vítima teve o cabelo e as sobrancelhas raspadas pelo companheiro. 

O suspeito foi indiciado pelo crime de tentativa de homicídio, uma vez que ele teria disparado uma arma de fogo na direção do adolescente, mas não acertou o tiro.

"Essa não é a primeira vez que esse jovem foi lesionado. Em setembro do ano passado ele já tinha sido vítima de lesão corporal pelo Wadson. Desta vez, foi por causa de uma suposta traição. O menor é do Distrito Federal e estaria jurado de morte lá e veio para cá. Nós entramos em contato com a família para agilizar a ida dele para o Distrito Federal e a mãe se comprometeu em colocar ele em um lugar seguro", relata o delegado.

Ferimentos nas costas do adolescente. (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

Wadson já possui diversas passagens pela polícia por envolvimento em vários crimes, como furto e tráfico. De acordo com o delegado, o suspeito chegou a ficar internado cerca de sete meses em um hospital psiquiátrico por decisão judicial. "Ele é portador de doença psiquiátrica, esquizofrenia, talvez decorrente do uso de drogas. Mas ele não é inimputável, ele tem ciência do que ele faz e fala", ressalta.

Sobre o crime, Wadson alega que a vítima teria se auto lesionado por também sofrer de uma doença psiquiátrica e caído de motocicleta, o que teria ocasionado os ferimentos. No entanto, essa hipótese foi descartada pela polícia. "Você percebe que não tem fundamento, porque as costas do adolescente estão cheias de lesão, não tem como a pessoa praticar aquela lesão, corrobora muito mais a versão do adolescente", afirma.

Wadson Luís foi preso em flagrante e a prisão foi convertida em preventiva pela Justiça. Ele se encontra preso na Penitenciária de São Raimundo Nonato.

Por: Nathalia Amaral

Deixe seu comentário