Homem que matou esposa na frente dos filhos no Saci é preso

A prisão preventiva de Felipe Pinto da Rocha Neto foi decretada ontem (30), pelo Delegado Robert Labor, na Delegacia de Homicídios.

01/07/2014 10:57h - Atualizado em 01/07/2014 12:23h

Compartilhar no

O metalúrgico Felipe Pinto da Rocha Neto foi à Delegacia de Homicídios para prestar depoimento e confessou que esfaqueou e matou a esposa, Francisca Couthinéia dos Santos, após uma discussão na casa da família, no bairro Saci. No momento, Felipe teve a prisão preventiva decretada.

Felipe confessou o delito alegando que soube de uma traição da mulher e, quando foi conversar com ela, se exaltou e esfaqueou a esposa. Francisca foi assassinada com oito facadas e a arma usada no crime foi confeccionada pelo próprio marido.

O delegado Robert Lavor explica que no corpo da vítima, além das marcas de facadas, também tinha muitas lesões, inclusive de defesa, deixando claro que a vítima lutou contra o assassino. Para a Delegacia de Homicídios, o caso é dado como homicídio qualificado, pois o agressor não deu chance de defesa para a vítima e foi praticado com muita crueldade, o que agrava a situação. 

Por conta disso, o delegado Robert Labor vai pedir a pena máxima de prisão. “A confissão do crime poderia atenuar a pena, mas a crueldade com que ele foi praticado é contado como agravante e vou pedir pena máxima para o caso”, explica. O inquérito deve ser concluído em dez dias para ser levado a julgamento.

O crime aconteceu no último dia 16 e, desde então, Felipe estava foragido da polícia. No momento em que ele matava esposa, um filho estava na escola e outros dois, um de 10 anos e outro de 8 anos, estavam em casa e escutaram tudo. Os filhos viram o pai saindo com a arma do crime e a mãe ensanguentada na cama. O delegado informou que as crianças se encontram sob a custódia da avó, que mora no Saci.

Compartilhar no
Por: Nayara Felizardo (do local) e Maria Luiza Moreira (redação)

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário